Segunda, 01 Abril 2024 13:03

DOCENTES DE FILOSOFIA POR UMA UFMT QUE QUEREMOS! - Breno Santos

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

 

****

Espaço Aberto é um canal disponibilizado pelo sindicato
para que os docentes manifestem suas posições pessoais, por meio de artigos de opinião.
Os textos publicados nessa seção, portanto, não são análises da Adufmat-Ssind.
 
****

 

Publicamos a pedido do professor Breno Santos 


É com alegria e esperança de mudança que nós, docentes do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Mato Grosso que subscrevem esta carta, nos colocamos publicamente em apoio à CHAPA 1 - UFMT QUE QUEREMOS!

A CHAPA 1 representa para nós uma candidatura construída coletivamente, plural na sua composição e firme nos seus compromissos em defesa da UFMT, da universidade pública brasileira e das humanidades, tão duramente atacadas e desvalorizadas, tanto externamente quanto (e isso é mais revoltante) internamente à nossa comunidade.

A professora Marluce e o professor Silvano carregam uma longa história de luta contra os desmontes das Universidade Públicas, e em defesa do serviço público e dos direitos sociais. Se localizam no campo que combate firmemente o negacionismo, a precarização e o privatismo desenfreado, e que defende sem hesitação uma universidade democrática, melhores condições de trabalho para docentes, TAEs e estudantes, além do direito fundamental ao acesso e permanência do nosso corpo discente.

UFMT QUE QUEREMOS é uma universidade que, diferentemente do que temos enfrentado nos últimos anos, cumpra sua função social com a prioridade do público sobre o privado, com orçamento coletivamente construído e coerente com as necessidades locais, com integração real e qualitativa entre os campi universitários, com uma graduação e uma pós-graduação de qualidade em todas as áreas do conhecimento.

À frente do nosso Instituto, o ICHS, a professora Marluce tem sido incansável na defesa da ciência, das humanidades, da gestão transparente e da democracia dentro e fora da universidade. Para muitos e muitas de nossas discentes, a professora Marluce sempre foi um referência na disputa por condições dignas de trabalho e estudo, e a grande adesão do estudantado à CHAPA 1 no primeiro turno demonstra isso. E não tem sido diferente sua relação com os e as servidoras técnicas e docentes da UFMT.

Por essas e outras razões, apostando em um futuro melhor para nossa universidade, no dia 02 de abril vamos de CHAPA 1, para construir coletivamente a UFMT QUE QUEREMOS!

Assinam este manifesto os/as docentes:

Breno R. G. Santos
Sara Juliana Pozzer da Silveira
Beatriz Sorrentino Marques
Maria Cristina Theobaldo
Angelo Zanoni Ramos
Rodrigo Marcos de Jesus
Mario Spezzapria
Roberto de Barros Freire
Alécio Donizete

Ler 38 vezes