Quinta, 03 Maio 2018 10:23

 

Disponível para download no arquivo anexo abaixo. 

Quinta, 03 Maio 2018 10:24

Disponível para download no arquivo anexo abaixo. 

Quinta, 03 Maio 2018 10:38

 

Disponível para download no arquivo anexo abaixo. 

Atualizado em 22/04/19, às 14h30, para correção de dados repassados pela assessoria contábil.* 

 
 
Quinta, 03 Maio 2018 10:21

 

Disponível para download no arquivo anexo abaixo. 

Quinta, 03 Maio 2018 10:28

 

Disponível para download no arquivo anexo abaixo. 

Sexta, 18 Agosto 2017 17:40

 

Nessa sexta-feira, 18/08, docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), reunidos na Assembleia Geral da Adufmat – Seção Sindical do Andes, realizaram o debate sobre a prestação de contas da gestão “Adufmat Plural, Autônoma, Democrática e de Luta!”, diretoria que esteve à frente do sindicato entre março de 2015 e abril de 2017.

 

Os membros do Conselho Fiscal responsável pela análise das contas daquele período, professores Sirlei Silveira, Alexandre Machado e Celia Alves, expuseram o relatório por cerca de uma hora, apontando as principais considerações de um total de 505 pontos destacados. “Sentimos falta de alguns documentos, e registramos, por entender que eles podem evitar estranhamento ou até constrangimento da diretoria com relação a análise dos dados”, apontou a professora Sirlei Silveira. De acordo com a docente, a intenção do Conselho foi elaborar um relatório construtivo, com orientações, sem intenção de indicar aprovação ou reprovação.

 

Em seguida, o presidente da Adufmat-Ssind na referida gestão, Reginaldo Araújo, utilizou de igual espaço de tempo para apresentar suas considerações sobre os destaques do Conselho. O docente questionou a declaração de ausência de documentos, e os disponibilizou na assembleia. “Acredito que deve ter havido alguma confusão do Conselho nesse sentido, porque nenhuma diretoria deixaria de fornecer documentos, se expondo e correndo o risco de ter de responder, mais tarde, por todos esses itens apontados. E boa parte dos documentos listados está aqui”, afirmou Araújo.

 

Outros pontos levantados pelo Conselho, como garantia do desconto de ISSQN – realizado pela Prefeitura, e o pagamento de contas que não fornecem nota fiscal, como as de telefones, foram justificados.  

 

A professora Juliana Ghisolf, membro do Conselho Fiscal responsável pelas contas da gestão atual (2017-2019), lembrou que alguns dos destaques feitos no relatório remeteram à sua participação em Conselhos Fiscais anteriores. “Na diretoria do Sanches nós já alertávamos sobre a necessidade de algumas adequações apontadas pelo Conselho”, disse a docente.

 

O professor Maelison Neves afirmou que a avaliação, além de técnica, deveria ser política. “Nós podemos observar que a gestão 2015-2017 foi bastante ativa, enfrentou uma greve difícil, realizou vários atos locais e em Brasília, além de eventos e debates sobre temas como as Reformas Trabalhista e da Previdência”, destacou.  

 

Após algumas intervenções acaloradas, atribuídas ainda ao período eleitoral de 2017 para a diretoria do sindicato, o professor Ricardo Campomanes, do campus da UFMT em Sinop, ressaltou que os presentes deveriam concentrar o debate no enfrentamento às políticas de precarização e sucateamento impostas pelo Governo e seus aliados. “A diretoria está de parabéns, pois realizou um ótimo trabalho, e se cometeu erros, certamente não foram propositais. Do mesmo jeito, o Conselho Fiscal também dedicou tempo e empenho na realização desse relatório. Agora nós temos de nos concentrar contra o verdadeiro inimigo, que está em Brasília”, pontou.

 

O debate seguiu, ainda, até o final da manhã, sem encontrar definição quanto a alguns cálculos divergentes. Diante disso, a plenária encaminhou e aprovou as seguintes ações: consultar a assessoria jurídica do sindicato com relação a atuação de um dos bancos responsáveis pelos recursos do sindicato; recomendar à atual diretoria a publicização do balancete trimestral das contas, conforme Regimento da entidade, e independente de manifestação do Conselho Fiscal; recomendar para a diretoria atual a adoção do modelo de Plano de Contas do Andes-Sindicato Nacional; acionar o escritório de Contabilidade para esclarecer eventuais dúvidas nas assembleias em que esses temas serão debatidos; fornecer a documentação necessária aos próximos Conselhos Fiscais mediante protocolo de entrega; formar uma comissão e agendar uma reunião com o escritório de Contabilidade que atende a Adufmat-Ssind (além do presidente e dos conselheiros fiscais daquela gestão, os docentes Juliana Gisolfi  e Vicente Ávila devem acompanhar a audiência); realizar nova assembleia para avaliar o resultado da reunião com o escritório.

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind          

Quinta, 20 Julho 2017 09:22

 

 

Os participantes do 62° Conselho de Seções Sindicais do ANDES (Conad), realizado entre os dias 13 e 16/07, em Niterói – RJ, aprovaram, por unanimidade, a prestação de contas do 36º Congresso do ANDES, realizado em Cuiabá em janeiro de 2017.  

 

As informações, apresentadas no Caderno de Textos que baliza as discussões no evento, foram analisadas na Plenária do Tema IV, sobre as questões organizativas e financeiras do Sindicato Nacional, e também nos grupos mistos, espaço em que os delegados, observadores e diretoria do ANDES Sindicato Nacional se dividem em pequenos grupos para discutir mais profundamente cada assunto.

 

Para o presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo, o resultado da organização do 36º Congresso garantiu, para toda a categoria, os ganhos políticos, por meio de debates intensos, e também econômicos.   

 

“As despesas totais do 36º Congresso foram R$ 303.521,34, divididos entre a Adufmat-Ssind, entidade organizadora, e o ANDES-SN. Com relação ao Congresso anterior, em Curitiba, tivemos uma economia de mais de 11%, sem perder na qualidade. Isso é bastante significativo, considerando que Cuiabá é uma cidade do interior do país, e nós estamos num período econômico bastante delicado”, afirmou o Araújo.

 

Também foram analisadas e aprovadas no evento as contas do exercício de 2016 do ANDES Sindicato Nacional e a previsão orçamentária do próximo período.

 

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

 
Quarta, 05 Abril 2017 17:17

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA ADUFMAT- Ssind
 

 

 

A Diretoria no uso de suas atribuições regimentais convoca todos os sindicalizados para Assembleia Geral Ordinária a se realizar:

 
Data:  07 de Abril de  2017 (sexta-feira)
 
Local: AUDITÓRIO DA ADUFMAT
 
Horário: às 14:30  horas com a presença mínima de 10% dos sindicalizados e às 15:00  horas, em segunda chamada, com os presentes.
 

PAUTA:

 
1)Informes;
 
2)Resultado Eleições ADUFMAT/2017;
 
3)Prestação de Contas ADUFMAT: março de 2015 a março de 2017;
 
4)Posse da Nova Diretoria: Biênio: 2017/2019;
 
5)Eleição do Conselho Fiscal – Biênio: 2017/2019.




 

 
 
Cuiabá, 05 de abril de 2017
 

 
Reginaldo Silva de Araujo
Presidente / ADUFMAT SSind