Segunda, 03 Agosto 2020 14:53

 

O 8º CONAD Extraordinário do ANDES-SN ocorre em um momento de absoluta excepcionalidade e suspensão da vida cotidiana de parte da população mundial. Nos dias 30 e 31 de julho de 2020, realizado inusitadamente de forma virtual, por conta da pandemia do novo coronavírus, que, no Brasil, já levou à morte, pelos dados oficiais, mais de 92 mil pessoas, e, certamente, diante da subnotificação, mais do que o dobro de óbitos, com mais de 2 milhões e meio de contaminado(a)s. 

A COVID-19, que chega ao Brasil pela parcela da população economicamente dominante, atingindo proporções desastrosas pela sua política, se torna, rapidamente, uma nova “peste” que dizima, de forma devastadora, trabalhadores e trabalhadoras, de maneira mais enfática o(a)s moradore(a)s de periferias, sub-empregado(a)s, trabalhadore(a)s informais, povos indígenas, entre outros segmentos vulnerabilizados pela necropolítica do capital operacionalizada pelo governo federal de Jair Bolsonaro e seus/suas seguidore(a)s em alguns estados e municípios. 

É nesse contexto, de extrema tristeza, em que números de mortos e mortas a cada dia se tornam nomes de entes querido(a)s, docentes, estudantes, militantes e trabalhadore(a)s que fazem parte de nosso cotidiano, que somos desafiado(a)s a realizar um CONAD para prorrogar o mandato da atual Diretoria e manter o ANDES Sindicato Nacional em seu valoroso e imprescindível trajeto de luta e caminhada. Assim, registramos nesse 8º CONAD Extraordinário, nossa profunda solidariedade a todos e todas que perderam pessoas queridas. 

Mesmo na excepcionalidade de um evento nacional realizado de forma virtual, a categoria, a partir da realização de assembleias de base, elegeu delegado(a)s e observadore(a)s, que, de forma enfática, debateram a conjuntura e apontaram, inequivocamente, a necessidade de qualificarmos essa conjuntura como expressão da crise estrutural do capitalismo, assim como a necessidade de nos fortalecermos para o enfrentamento ao governo de extrema direita, que, a partir de sua política neoliberal e anticiência, ataca de forma central o funcionalismo público e a educação. 

Nesse momento de pandemia mundial, o capitalismo busca se revigorar, articulando diferentes formas de exploração e de apropriação do momento excepcional imposto pela COVID-19, para garantir ainda mais lucros, seja através de mais retirada de direitos, de tentativas de normalização do excepcional, como o trabalho e o ensino remotos, seja por meio das diferentes formas de apropriação do fundo público. 
Nesse contexto, na certeza de que só um sindicato forte, combativo, organizado pela base e comprometido com a educação pública, gratuita, laica, presencial, de qualidade, antimachista, antirracista, anticapacitista, antilgbtfóbica e antipatriarcal, será capaz de fazer frente aos retrocessos e aos ataques em curso, os delegados e as delegadas presentes no 8º CONAD Extraordinário votaram pela prorrogação do mandato da atual Diretoria por um período de até 90 dias, podendo ser renovado por mais até 90 dias. 

Assim, se reafirma o princípio do ANDES-SN de organização pela base e não pela superestrutura, de um sindicato atento às lutas da sociedade e às demandas reais da classe trabalhadora, buscando contribuir para o processo de reorganização do(a)s trabalhadores e trabalhadoras, tão necessário para a construção de um projeto emancipatório para a nossa classe.

O 8º CONAD Extraordinário do Sindicato Nacional termina com reflexões que nos impulsionam a pensar que “nova normalidade” queremos. Se nos basta retornar ao período anterior à pandemia, em que o capitalismo a cada dia aprimorava suas formas de exploração, articulando o arcaico e o moderno, ou se queremos fazer deste momento excepcional uma possibilidade de construirmos as bases de uma nova sociabilidade. Como afirma a poetiza Marina Colassanti, “eu sei que a gente se acostuma, mas não devia”. Nessa realidade, é necessário desnaturalizar a estrutura desumananizadora do capital e colocar como horizonte a superação dessa ordem, impulsionando sonhos e utopias que nos conduzam ao processo de reorganização da classe trabalhadora. 

 

8º CONAD Extraordinário
31 de julho de 2020.

Sexta, 31 Julho 2020 19:22

 

Delegados e delegadas deliberaram ainda por novo extraordinário Conad até setembro deste ano
 

A prorrogação do mandato da atual diretoria nacional do ANDES-SN (2018-2020) foi tema da plenária II do 8º Conad Extraordinário do Sindicato Nacional, nesta sexta-feira (31). O encontro teve início na quinta-feira (30) e ocorreu virtualmente. O processo eleitoral do ANDES-SN foi suspenso pela Comissão Eleitoral Central (CEC) da entidade, em acordo com as chapas inscritas, devido à pandemia da Covid-19.  


Debates


Na plenária, foram apresentados três textos de resolução (TR) sobre a atual situação do mandato da diretoria nacional. O primeiro, TR 10, apresentado pela atual diretoria, defendeu a prorrogação do mandato da atual Diretoria Nacional (biênio 2018-2020), pelo prazo de até 90 dias, 28 de setembro, e prorrogáveis por mais até 90 dias, 28 de dezembro. Propôs que a Comissão Eleitoral Central (CEC) seja responsável por refazer o regimento e o calendário eleitoral, tão logo seja possível a realização de eleições sindicais, a partir do diálogo com as duas chapas concorrentes ao pleito. E, ainda, que a diretoria nacional do ANDES-SN convocasse um novo Conad Extraordinário, até setembro de 2020, para deliberar sobre o novo regimento e calendário eleitoral recomposto e aprovado pela CEC.

Antonio Gonçalves, presidente do ANDES-SN, avaliou que a proposta era a mais democrática para o atual período, levando em consideração o momento de “extrema excepcionalidade” decorrente da pandemia da Covid-19. “Temos nos deparado com vários obstáculos adicionais ao processo de mobilização e organização da classe trabalhadora e diversos desafios para esse sindicato classista, combativo, de âmbito nacional e que se organiza pela base”, afirmou.

Para Gonçalves, neste momento, “temos que contribuir para salvar vidas e manter o sindicato funcionando político e juridicamente e isso que buscamos fazer isso desde o início deste processo”, acrescentou.

Já o TR 11 defendeu ampliação por 90 dias, improrrogáveis, do mandato da atual diretoria, que tomou posse em 2018. Os docentes que assinaram o texto propuseram a realização de eleições por meio virtual, assegurando normas extraordinárias de disputa, além de garantir um aplicativo que permita uma votação centralizada nacionalmente, com um protocolo que contemple a segurança, a auditagem e a lisura do pleito.

O TR também sugeriu a criação de uma comissão gestora,  a ser escolhida no Conad extraordinário, formada de modo a garantir em sua composição a representação do conjunto da base do sindicato, e atribuindo à mesma um mandato explícito, que determinando os limites de sua atuação, até que fosse possível realizar eleições presenciais.


Eudes Baima, da Sinduece SSind., um dos sindicalizados que assinaram o TR, afirmou que não há a melhor saída, diante do ineditismo do momento, e que a proposta apresentada pelo TR 11 seria uma das alternativas possíveis no momento. “A solução deveria respeitar a mudança na conjuntura. Apresentamos duas propostas que abrem caminho para sairmos dessa situação difícil em que estamos. A primeira, realizada virtualmente, as nossas eleições, consideramos que não é heresia. O Conad e as assembleias estão sendo realizados virtualmente, o que não tira a legitimidade”, disse.

Por fim, o TR 12 propôs que se encaminhe para as seções sindicais a discussão sobre formas de deliberação nas diferentes instâncias do Sindicato, durante o período da pandemia do novo coronavírus, e que se convoque o 9º CONAD Extraordinário, até 30 de agosto de 2020, para tratar dessas novas formas de deliberação. Sugeriu, ainda, que fosse aprovado o adiamento do fim do mandato da diretoria do ANDES-SN até o final do ano de 2020; e que a CEC retomasse os debates entre as chapas concorrentes para a próxima diretoria.
 
Além disso, os docentes que assinaram o TR indicaram a criação de uma WebTV e de uma webrádio, com funcionamento diário, que poderia servir para as atividades do Sindicato e da CSP-Conluta, canais que poderiam ser enriquecidos com a participação de outras entidades e movimentos.


“A CEC e diretoria, assim que a pandemia for superada, deveriam convocar eleições. Neste momento, a comissão deveria retomar o debate eleitoral com as chapas para a base se informar. E intensificar as lutas e diálogo com a base através da criação de uma web TV que contemple todas as forças política, entidades e espaços para que se expresse, funcione diariamente por cinco meses”, disse Luís Mauro da Adurrj SSind., um dos docentes que assinou o TR.
 
Após amplo debate, os delegados e as delegadas do 8ª Conad Extraordinário aprovaram o TR 10 e rejeitaram os demais. A resolução acatada prevê: “a prorrogação do mandato da atual Diretoria Nacional (biênio 2018-2020), pelo prazo de até 90 (noventa) dias, prorrogáveis por mais até 90 dias; Que a Comissão Eleitoral Central (CEC) será responsável por refazer o regimento e o calendário eleitoral, tão logo seja possível a realização de eleições sindicais, a partir do diálogo com as duas chapas concorrentes ao pleito; Que a Diretoria Nacional do ANDES-SN convoque um Conad Extraordinário, até setembro de 2020, para deliberar sobre o novo regimento e calendário eleitoral recomposto e aprovado pela Comissão Eleitoral Central (CEC).”

Coordenaram os debates da plenária, os diretores Emerson Duarte, como presidente da mesa, Cristine Hirsch, como vice-presidente, Maurício da Silva, como 1º secretário, e Ana Maria Estevão, como 2ª secretária.
 
Manifestação das chapas


Antes do início da plenária, as duas chapas que participam do processo eleitoral para a diretoria do ANDES-SN, biênio 2020-2022, se manifestaram sobre a situação.


“Todas as nossas vidas sofreram mudanças e essa situação da pandemia no Brasil, a quantidade de mortos e o descaso com a sobrevivência de trabalhadores e trabalhadoras é fundamentalmente irresponsabilidade do governo federal que até o momento não apresentou um plano efetivo de combate à pandemia e de preservação de vida e garantisse um isolamento social de fato. Justamente, por isso, o momento é de reafirmação pelo fora Bolsonaro e Mourão”, disse Rivânia Moura, da Chapa 1 - Unidade para Lutar: em defesa da educação pública e das liberdades democráticas.


“Estamos dentro de um sindicato que representa uma categoria cuja característica do trabalho está na Constituição Federal que é integrar o ensino, pesquisa e extensão. Nesse momento, os 380 mil professores e professoras, os 200 mil cientistas no nosso país estão sendo violentamente atacados. Há perspectiva, sim, de defender a categoria, mas não de defender só a categoria, mas junto com outras entidades do campo da Ciência e Tecnologia e outras entidades profissionais e sindicatos do campo da Educação”, declarou Celi Taffarel, da Chapa 2 - Renova Andes.
 
Encerramento


Na plenária de Encerramento, realizada na sequência do Tema II, Eblin Farage, secretária-geral do Sindicato Nacional, fez a leitura da Carta do 8º Conad Extraordinário. O documento, que aborda os debates e deliberações, será disponibilizado nos canais de divulgação do ANDES-SN.


Ao finalizar os trabalhos, o presidente da entidade, Antonio Gonçalves, agradeceu à base do ANDES-SN por ter legitimado politicamente a prorrogação do mandato da atual diretoria. 

“Vamos dar seguimento, como diretoria executiva, a todas as deliberações aqui tomadas relacionadas à CEC e à convocação de outro Conad extraordinário e desejar que todos e todas fiquem bem, mobilizados e mobilizadas pela base, lutando pela vida, lutando contra a política genocida de Bolsonaro e de muitos governadores. Temos muita luta contra todas as formas de opressão que se exacerbam, se intensificam nesse momento de pandemia. À luta, companheiros e companheiras!”, conclamou, declarando encerrado o 8º Conad Extraordinário do Sindicato Nacional online.
 
Leia também:
Começa o 8º Conad Extraordinário do ANDES-SN
Plenária do Conad Extraordinário discute Conjuntura e Movimento Docente

 

Fonte: ANDES-SN

Segunda, 20 Julho 2020 16:13

 

Circular nº 229/2020

 

Brasília (DF), 17 de julho de 2020

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e à(o)s diretore(a)s do ANDES-SN

 

 

Companheiro(a)s,

 

 

Encaminhamos o Caderno de Textos do 8º CONAD EXTRAORDINÁRIO do ANDES-SN.

 

O Caderno de Textos está disponível à(o)s participantes do 8º CONAD EXTRAORDINÁRIO e à(o)s demais sindicalizado(a)s na página do ANDES-SN (www.andes.org.br)*.

 

Sendo o que tínhamos para o momento, enviamos nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

Profª. Eblin Farage

 

Secretária-Geral

 

*O Caderno de Textos do 8º CONAD EXTRAORDINÁRIO do ANDES-SN também está disponível para download no arquivo anexo abaixo.