Segunda, 14 Dezembro 2020 14:43

 

A Adufmat-Seção Sindical do ANDES-SN está selecionando estagiários na área da Comunicação. Confira, abaixo, as informações do processo:
Calendário:
 
- Envio de currículo para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até dia 07/01/2021.
- Entrevistas dia 11/01/2021.
- Resultado dia 12/01/2021.
- Data de início do trabalho 20/01/2021.
 
Disposições gerais:
 
- Trabalho em equipe para realização e gestão multimidiática de conteúdo.
- Ter experiência é um diferencial, mas não é obrigatório.
- Estar cursando do 4º ao 7º semestre.
- Remuneração: R$ 500,00 + vale transporte.
- Carga horária: 20 horas semanais, segunda à sexta, 13h30 às 17h30.
- Período de 6 meses, com possibilidade de renovação.
 
Atribuições:
 
Publicidade e Propaganda
- edição de imagens e diagramação.
- gestão de mídias sociais.
- elaboração de campanhas multimidiáticas.
 
Jornalismo
 
- produção de conteúdo jornalístico para diferentes mídias.
- assessoria de imprensa.
- gestão de mídias sociais.
 
Mais informações pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Sexta, 06 Novembro 2020 19:39

 

 
Um programa de rádio feito de trabalhadores para trabalhadores! O Pulso Cerrado é um programa que pulsa direto do coração da América Latina, com muita música, informação, conhecimento, política e cultura!
 
A transmissão será aos sábados e a estreia será amanhã (07/11), às 10h30, pelo canal oficial da Adufmat-Ssind no YouTube e pela Rádio Comunitária do CPA - FM 105,9.
 
Sintonize e aumente o som!
 
A imagem pode conter: texto que diz "ESTREIA 07/NOV AS 10H30 PULSO CERRADO PROGRAMA CPA FM 105.9 - ස"
 
 
Quarta, 11 Março 2020 11:13

 

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso – ADUFMAT/SEÇÃO SINDICAL DO ANDES, torna público o processo seletivo para contratação de um (a) funcionário(a) para exercer o cargo de Publicitário (a) em regime de trabalho de 40 horas semanais.

 

1)    Local da inscrição e demais etapas da seleção: sede da ADUFMAT-SSIND (UFMT - Campus Cuiabá).

 

2)    Número de vagas: 1 (uma).

 

3)    Datas:

 

3.1)    Inscrição: 11/03/20 a 19/03/2020, das 08h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

 

3.2)   Resultado da Análise do currículo e convocação para entrevista: 20/03/2020.

 

3.3)   Entrevistas: 23/03/2020 e 24/03/2020, das 13h30 às 17h30.

 

3.4)   Divulgação do resultado: 25/03/2020.

 

3.5)   Contratação: 30/03/2020.

 

4)    Exigências:

 

4.1)      Curso superior em Publicidade e Propaganda ou Design Gráfico.

 

4.2)      Preencher o formulário de inscrição (disponível aqui ou no arquivo anexo abaixo - para download)

 

5)    Documentação exigida na inscrição:

 

5.1)   Cópia de documentos pessoais (RG, CPF e carteira de trabalho);

 

5.2)   Cópia do diploma de graduação ou atestado de conclusão, que deve ser autenticado no ato da inscrição.

 

5.3)   Comprovante de endereço.

 

5.4)   Curriculum Vitae.

 

6)    Funções do cargo:

 

6.1) edição de imagens e diagramação, gestão de mídias sociais, elaboração de campanhas multimidiáticas de acordo com a demanda da diretoria.

 

7) Da Seleção:

 

7.1) Análise de currículo (eliminatório);

 

7.2) Entrevista com apresentação de portfólio e uma proposta de campanha publicitária para o 1º de Maio;

 

8)     Divulgação do Resultado: data 25 de março de 2020.

 

9)    Contratação: será contratado (a) o (a) candidato (a) classificado (a) em primeiro lugar.

 

10) Remuneração: Salário-base + Vale Alimentação + Vale Transporte.

 

Mais informações pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelos telefones (65) 99686-8732 | (65) 3615-8293.

 

Cuiabá – MT, 11 de março de 2020.

Quinta, 06 Fevereiro 2020 09:52

A Adufmat-Seção Sindical do ANDES-SN está selecionando estagiário de Publicidade e Propaganda. Confira, abaixo, as informações do processo:

Calendário:

- Envio de currículo para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até dia 09/02/20.
- Entrevistas dia 11/02/20.
- Resultado dia 11/02/20.
- Data de início do trabalho 12/02/2020.

Disposições gerais:

- Trabalho em equipe para realização e gestão multimidiática de conteúdo.
- Ter experiência é um diferencial, mas não é obrigatório.
- Estar cursando do 4º ao 7º semestre.
- Bolsa: R$ 500,00.
- Carga horária: 20 horas semanais, segunda à sexta, 13h30 às 17h30.
- Período de 6 meses, com possibilidade de renovação.

Atribuições:

- edição de imagens e diagramação
- gestão de mídias sociais
- elaboração de campanhas multimidiáticas

Mais informações pelos telefones (65) 99686-8732| (65) 3615-8293

Sexta, 13 Dezembro 2019 15:36

 

Conforme previsto, a Adufmat-Ssind divulga o nome dos candidatos aprovados no processo de seleção de estagiários na área de Comunicação.

Os indicados no início das listas de cada área deverão entrar em contato com o sindicato para verificar a documentação necessária. Vale destacar que as atividades devem iniciar nos primeiros dias de fevereiro de 2020.

 

Rádio e TV:

VERÔNICA DA ROCHA PAULINO – aprovada

IGOR MATOS DE ALMEIDA – classificado

KARINA DE CAMPOS ALVES – classificada

 

Jornalismo:

LAYSE KAROLLINE DE OLIVEIRA ÁVILA - aprovada

ISADORA PEREIRA DIAS – classificada

 

Publicidade e Propaganda

Não houve aprovados na seleção de estagiários na área de publicidade e propaganda.

Por isso, a Adufmat-Ssind estendeu o prazo para entrega de currículos até às 12h da terça-feira, 17/12 - para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

A divulgação dos candidatos selecionados para a fase de entrevistas será publicada na tarde do mesmo dia, e as entrevistas serão realizadas na quarta-feira, 18/12. O resultado será divulgado até sexta-feira, 20/12.      

Saiba mais sobre a vaga de estágio aqui.

 

Segunda, 09 Dezembro 2019 16:51

 

A Adufmat-Ssind torna pública a lista dos candidatos que deverão comparecer à fase de entrevista do processo seletivo para estagiários na área da Comunicação. As entrevistas serão na próxima quarta-feira, 11/12, conforme os horários indicados abaixo.

Obs: o sindicato solicita que os candidatos da área de Jornalismo apresentem, na ocasião, alguns textos de sua autoria.  

 

VERÔNICA DA ROCHA PAULINO - 14h
KARINA DE CAMPOS ALVES - 14h20
DARLAN EDUARDO DA SILVA - 14h40
LAYSE KAROLLINE DE OLIVEIRA ÁVILA - 15h
ISADORA PEREIRA DIAS - 15h20
BEATRIZ SANTOS DOS PASSOS - 15h40
IGOR MATOS DE ALMEIDA - 16h
JOÃO PEDRO SILVA CASTRO - 16h20

   

Segunda, 02 Dezembro 2019 16:57

A Adufmat-Seção Sindical do ANDES-SN está selecionando estagiários na área da Comunicação. Confira, abaixo, as informações do processo:

Calendário:  

- Envio de currículo para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até dia 08/12/19.
- Entrevistas dia 11/12/19 e 12/12/19.
- Resultado dia 13/12/19.
- Data de início do trabalho 03/02/2020.

Disposições gerais:

- Trabalho em equipe para realização e gestão multimidiática de conteúdo.
- Ter experiência é um diferencial, mas não é obrigatório.
- Estar cursando do 4º ao 7º semestre.
- Remuneração: R$ 500,00.
- Carga horária: 20 horas semanais, segunda à sexta, 13h30 às 17h30.
- Período de 6 meses, com possibilidade de renovação.

Atribuições:


Publicidade e Propaganda
- edição de imagens e diagramação
- gestão de mídias sociais
- elaboração de campanhas multimidiáticas

Jornalismo
- produção de conteúdo jornalístico para diferentes mídias
- assessoria de imprensa
- gestão de mídias sociais

Rádio e Tv/Cinema e Audiovisual
- edição de vídeo e som
- operação de equipamento de gravação de imagem e som
- elaboração de conteúdos multimidiáticos

 

Mais informações pelos telefones (65) 99686-8732| (65) 3615-8293

Quinta, 29 Agosto 2019 15:37

 

Circular nº 336/19

Brasília (DF), 28 de agosto de 2019

 

 

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e à(o)s diretores do ANDES-SN

 

 

Companheiro(a)s,

 

 

Dando prosseguimento às deliberações do 64º CONAD, convocamos as Seções Sindicais para o VI Encontro Nacional de Comunicação e Artes do ANDES-SN, com o tema "Culturas Populares Resistindo ao Fascismo", conforme o que segue:

 

 

Data: 1º e 2 de novembro de 2019 (sexta-feira e sábado)

Local: Sede da ADUFES (Av. Fernando Ferrari, s/nº - Campus Goiabeiras –

            Vitória/ES  - Fone: (27) 4009-2717 e  (27)3227-3908

 

Horários:

Dia: 1º/11 - Das 14h às 18h

Dia: 02/11 - Das 9h às 21h

 

Na oportunidade, encaminhamos a programação do referido encontro.

Sendo o que temos para o momento, enviamos nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

 

Profª. Eblin Farage

Secretária-Geral

 

Sexta, 02 Agosto 2019 08:35

 

A ABI (Associação Brasileira de Imprensa) realizou, na noite desta terça-feira (30), um ato em solidariedade ao jornalista norte-americano Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil. O jornalista vem sendo perseguido por ter publicado diálogos atribuídos ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e a procuradores da Lava Jato durante o auge do processo.

 

 

Os vazamentos divulgados pelo site de notícia, convencionados de Vaza Jato, trouxeram a público a atuação imoral, corrupta e ilegal de Sérgio Moro e sua equipe na condução da Lava Jato.

 

A ABI foi explícita ao defender a integridade do jornalista e o direito ao sigilo da fonte e ao livre exercício da profissão.

 

Greenwald não se mostrou intimidado. “Eu não me importo com as ameaças que Bolsonaro fez contra mim. Eu não vou fugir desse país”, afirmou.

 

O jornalista já havia publicado em sua rede social no último domingo (28) que também não pretenderia recuar de sua exemplar atuação profissional: “Quando foram publicadas, nesta semana, notícias de que a Polícia Federal prendeu quatro suspeitos de hackear o Telegram de várias autoridades brasileiras e de enviar parte desse material ao Intercept, muitos de nossos leitores se perguntaram: qual o efeito que isso terá no jornalismo que estamos produzindo a partir desse arquivo? A resposta, em uma palavra, é: nenhum. Não terá efeito nenhum”, reafirmou.

 

Sobre sigilo da fonte, o jornalista resgata o artigo 5º da Constituição: “É assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional”. Dessa forma, garante que não revelará sua fonte.

 

 

O governo Bolsonaro e o atual ministro da Justiça Sérgio Moro e sua então equipe na época da Lava jato estão com uma pedra no sapato difícil de tirar. As revelações do The Intercept tiveram fortes repercussões nacional e mundial.

 

Moro chegou a editar a portaria 666/2019 com teor autoritário e restritivo, digno do que ocorria no período de ditadura civil-militar no país, que em síntese determina que o estrangeiro que tiver praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal, será considerado “pessoa perigosa”, e pode ser impedido de ingressar no país, sofrer deportação sumária ou ter o prazo de estada reduzido ou cancelado. Alvo inicial? Sim, Glenn Greenwald.

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) chegou a dizer que o jornalista poderia ser preso.

 

Diante de tais ameaças há uma rede no país e mundial sendo criada em solidariedade ao jornalista Green Greenwald, um dos fundadores do The Intecept, que já atuou no jornal britânico The Guardian e colaborou com a reportagem que venceu o Prêmio Pullitzer em 2014, sobre os escândalos da Agência de Segurança Nacional – EUA vazados por Eduard Snowden.

 

Gleen Greenwald | Foto: Reuters

 

A atividade na ABI reuniu centenas de pessoas, que não couberam no auditório e permaneceram durante todo o ato em volta do prédio no Centro do Rio.

 

Artistas como Chico Buarque, Teresa Cristina, Wagner Moura e Camila Pitanga estiveram presentes. Assim como representações do movimento sindical e popular, entre eles a CSP-Conlutas, e partidos de esquerda, como Psol e PSTU.

 

Com início por volta das 18h30, o ato acabou somente por volta das 22h.

 

São Paulo

Em São Paulo, também houve ato em solidariedade ao jornalista Glenn Greenwald e ao The Intercept Brasil no vão do Museu de Arte Moderna (Masp), na Avenida Paulista. Organizado também pela ABI, os manifestantes caminharam no sentido Consolação.

 

Fonte: CSP-Conlutas

Quinta, 23 Agosto 2018 09:34

 

****
O Espaço Aberto é um canal disponibilizado pelo sindicato
para que os docentes manifestem suas posições pessoais, por meio de artigos de opinião.
Os textos publicados nessa seção, portanto, não são análises da Adufmat-Ssind.
 
****

 

Roberto Boaventura da Silva Sá

Prof. de Literatura/UFMT; Dr. em Jornalismo/USP

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Que dentre as manifestações artísticas, a fotografia se tornasse uma das mais vulneráveis por conta do processo de massificação das tecnologias, nunca tive dúvidas. Com tanta gente com um celular nas mãos e um ego gigantesco na cabeça, tudo estava propício à degeneração dessa arte.

Todavia, ressalvando quem consegue respeitar a arte fotográfica, a degeneração que supus circunscrevia-se ao processo de vulgarização da fotografia em si; ou seja, com as facilidades para registros quaisquer, até mesmo o antigo fotógrafo profissional seria esquecido aos poucos. Em seu lugar, qualquer criatura poderia se colocar. E isso tem ocorrido à exaustão, incluindo no espaço as esdrúxulas e caricatas selfies.

Mas o que poderia ser apenas ruim – por perdas do toque e retoque artístico – tem sido pior no tocante a inúmeros “conteúdos” fotográficos disseminados em redes sociais. De incontáveis exemplos, destaquei para comentar neste artigo duas fotografias produzidas em universidades federais.

O primeiro destaque ganhou repercussão nacional. O portal G1, de 16/04, extraindo uma foto do Instagran/paulomaiaadv, a publicou para ilustrar o seguinte título: “Estudantes postam foto de formatura com gesto obsceno e UFCG abre sindicância”.

Os estudantes da Universidade Federal de Campina Grande, campus de Sousa, na Paraíba, eram formandos em Direito. O gesto obsceno – feito por quase todos os que estão presentes na foto – reproduzia – com as mãos unidas pelos polegares e indicadores – a genitália feminina.

Diante da repercussão, os novos advogados, formados com recursos públicos, alegaram que foram “ingênuos”, pois “não perceberam que tal imagem poderia trazer uma conotação negativa à imagem da mulher”.

Seria mesmo “ingenuidade”? Se for, pergunto: que tipo de formação eles receberam? Será que nunca leram algo sobre ética, que envolve a noção de respeito social?

A segunda foto foi tirada em frente ao pórtico da UFMT, campus de Sinop-MT. Possivelmente inspirados pelo grupo de Sousa, formandos de Agronomia enfileiraram-se para escrever a palavra “vagina”.

Buscando dar criatividade à foto, o registro da letra “V” foi “desenhado” pelas pernas abertas de um dos estudantes, que se pôs de cabeça para baixo na cena. Na sequência do emparelhamento humano, outros jovens seguravam um cartaz contendo as demais letras da palavra, que parece ser o maior legado intelectual daquelas criaturas.

Pelo menos por enquanto, a repercussão desse episódio, produzido em solo da estuprada Floresta Amazônica, não ganhou mundo; todavia, de pronto, recebeu a defesa de um dos docentes da turma. Em um grupo de whatsapp, o colega defendeu a “arte” de seus pupilos, dizendo o previsível diante do inaceitável: “aquilo foi apenas uma brincadeira”.

Se não fosse absurdo, brincadeira seria uma defesa boçal como essa, que beira a irracionalidade, pois as mulheres, apesar de uma lei específica visar protegê-las, continuam a sofrer todo tipo de violência neste país, inclusive a violência simbólica, como, p. ex., a contida na foto, que é tão ou mais perigosa quanto a física, posto ser algo que humilha o gênero feminino como um todo. Se tais violências não forem exemplarmente repudiadas, elas voarão ao infinito. 

Por isso, sobre esse episódio, quero ver quebrado o silêncio da Instituição, que, aliás, precisa apostar numa política cultural mais intensa nos campi universitários, afinal, as fotografias em pauta também são reflexos do baixo nível cultural da juventude que povoa também as universidades.