Terça, 13 Dezembro 2016 19:07

 

 

Em assembleia geral realizada nessa terça-feira, 13/12, os docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) elegeram os dez delegados que representarão a Adufmat – Seção Sindical no 36º Congresso do ANDES entre os dias 23 e 28/01/17, em Cuiabá. Os docentes mato-grossenses elegeram também os suplentes e observadores para o congresso, mas a expectativa, diante da conjuntura política, é de que grande número de docentes locais participem das plenárias, que serão abertas a todos os interessados.

 

O Congresso do ANDES é a instância máxima deliberativa do Sindicato Nacional. Os organizadores esperam que cerca de 500 participantes se inscrevam nessa edição, que tem o tema “Em defesa da educação pública e contra a agenda regressiva de retirada dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras". 

 

Foram eleitos delegados os professores Reginaldo Araújo, pela diretoria, além de Marluce Silva, Alair Silveira, Paulo Wescley, José Domingues, José Airton de Paula, Lélica Lacerda, e Maelison Neves, pela base.

 

Considerando a representatividade, a plenária legitimou, também, a indicação dos delegados Maurício Guedes e Lorena Rezende, dos campi do Araguaia e de Sinop, respectivamente.

 

Como suplentes, foram eleitos os docentes Vanessa Rodrigues, Iva Gonçalves, e Carlos Sanches, além de Rafaella A. Felipe e Clarianna M. B. Silva, de Sinop; e Deyvisson da Costa e Márcia Pascotto, de Barra do Garças.

 

Como observadores, os professores Ivna de Oliveira Nunes, Qelli Rocha, Luã de Oliveira, Maria Clara Weiss, Mariuce Moraes e Roberto Boaventura, de Cuiabá; Oncie Dall’Oglio, Maurício Couto e Ricardo Santana, de Sinop; Lennie Aryete Bertoque, Adenil Claro, Eliel da Silva, Rosaline Lunardi e Daniel Guimarães, do Araguaia.

 

Novos contratos da Adufmat-Ssind

 

A plenária aprovou, na assembleia dessa terça-feira, o contrato entre a Adufmat - Seção Sindical e a empresa Artesanatos Regionais Bela Vista, fornecedor de peças artesanais para o 36º Congresso do ANDES.

 

O Sindicato apresentou também uma proposta de parceria com a Agemed Planos de Saúde, sugerida por alguns sindicalizados. Após discussão, ficou decidido que o GT de Seguridade Social e Assuntos da Previdência da Adufmat – Ssind estudará melhor a proposta da empresa para apresentá-la novamente, com mais detalhes, em uma próxima assembleia.

 

Alteração do Regimento da Adufmat – Seção Sindical do ANDES

 

O professor Maelison Neves informou a todos sobre os trabalhos da comissão responsável pela sistematização do Regimento do Sindicato, de acordo com as demandas da categoria, para futura discussão e aprovação. “O processo teve início a partir da greve de 2015, com a justa reivindicação dos colegas de Sinop e do Araguaia de participação nos processos decisórios do Sindicato”, lembrou o docente.          

 

De acordo com Neves, houve dificuldade entre os membros da comissão para organização de encontros ao longo do ano, por isso, ainda há algumas questões que precisam ser adequadas antes da apreciação coletiva da proposta.   

 

No entanto, já há uma sugestão de redação sobre como se daria a participação dos docentes dos campi do interior: por meio de videoconferência, com a possibilidade de validação das assembleias, contabilizando os votos, em casos de falhas técnicas.  

  

O docente defendeu a convocação de uma assembleia geral específica para debater a questão.

 

Ficou decidido que a comissão apresentará o material fruto do acúmulo das discussões realizadas até o momento até fevereiro do próximo ano para publicação. A partir daí, o sindicato convocará assembleias gerais para debater o tema.  

 

Organização Sindical dos professores do campus de Várzea Grande

 

O professor da UFMT Várzea Grande, Caiubi Kuhn, apresentou uma demanda: a criação de representação sindical específica dos docentes daquele campus, à exemplo dos campi de Sinop e Araguaia. Para ele, há especificidades do campus que exigem autonomia sindical em determinadas questões.

 

Após discussão e votação, o ponto de pauta foi suspenso, novamente, pela ausência de defensores da proposta. A maioria dos docentes na plenária entendeu que o debate ficou prejudicado após a retirada do representante da UFMT/Várzea Grande da assembleia.    

 

Pagamento de assessoria jurídica sobre os 28,86% para os aposentados

 

O professor José Airton de Paula, membro do GT de Seguridade Social e Assuntos da Previdência, informou que um grupo de professores do GT procurou assessoria jurídica extra em busca de um parecer sobre os 28,86% para os aposentados.

 

O serviço particular foi procurado com conhecimento do GT Aposentados, mas sem autorização prévia do Sindicato. A consultoria não foi concluída, no entanto, o primeiro contato gerou um custo de R$ 1.200,00, que acabou sendo efetuado por de Paula. Entendendo que se tratar de assunto de interesse de parte da categoria, o professor solicitou reembolso ao Sindicato.

 

A diretora da Adufmat-Ssind, Maria Clara Weiss, afirmou que a demanda dos aposentados por avaliações jurídicas ampliadas sobre o assunto é legítima, pois a conquista do direito a todos os docentes despertou nos aposentados um sentimento de injustiça, já que muitos contribuem com o Sindicato há mais de trinta anos, mas foram excluídos pelo Tribunal de Contas da União.     

 

O mérito da demanda foi compreendido, mas o método utilizado, duramente criticado. Após ampla discussão, ficou decidido que o Sindicato fará o reembolso.     

 

Informes da Diretoria

 

O presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo, iniciou a assembleia lamentnado o ocorrido com a reitora Myrian Serra, que sofreu um aneurisma cerebral no último sábado, durante evento realizado na universidade. Ele informou sobre sua participação na cerimônia ecumênica pela recuperação da professora, realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores Técnicos Administrativos na manhã dessa terça-feira.

 

Araújo passou, também, informações detalhadas sobre o julgamento dos 28,86%, realizado em Brasília no dia 07/12, que manteve a vigência do acórdão determinando o pagamento a todos os docentes da universidade (clique aqui para saber mais).

 

Sobre a aprovação da PEC 55, o presidente lembrou os debates promovidos nos últimos dias, com o ex-reitor da Universidade Federal de Goiás, ......, com a presidente do ANDES, Eblin Farage, e com o tesoureiro do ANDES, Amauri Fragoso, com os docentes de Sinop e do Araguaia, e ressaltou que a mobilização e organização da categoria é cada vez mais necessária diante do cenário.

 

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind 

Sexta, 09 Dezembro 2016 15:46

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFMAT- Ssind 

 

A Diretoria no uso de suas atribuições regimentais convoca todos os sindicalizados para Assembleia Geral a se realizar:

 
Data:  13 de Dezembro de 2016 (terça-feira)
 
Local: AUDITÓRIO DA ADUFMAT
 
Horário: às 14:00  horas com a presença mínima de 10% dos sindicalizados e às 14:30  horas, em segunda chamada, com os presentes.
 
PAUTA:

1 – Informes;

2 – Escolha de delegados e suplentes para o 36º Congresso do Andes;

3 – Novos convênios e contratos ADUFMAT; 

4 – Alteração do regimento da ADUFMAT – Seção Sindical;

5 – Organização Sindical UFMT/Várzea Grande.
 

 

Cuiabá, 09 de dezembro 2016.

 

Reginaldo Silva de Araujo
Presidente / ADUFMAT SSind

Quinta, 06 Outubro 2016 19:36

 

Os docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) decidiram que as reflexões sobre as normas que regem a distribuição dos encargos docentes, feitas durante a assembleia geral realizada nessa quinta-feira, 06/10, serão balizadoras da audiência convocada para amanhã (07/10) pelos representantes do Consepe para tratar da reformulação da Resolução 158/10. O debate será no auditório do Instituto de Geografia, História e Documentação (IGHD, antigo ICHS) a partir das 14h. Também ficou decidido que a Adufmat – Seção Sindical do ANDES reivindicará da Comissão que o novo documento não seja aprovado durante o período de férias.

 

Um grupo de docentes que vem debatendo o assunto junto ao Grupo de Trabalho de Política e Formação Sindical (GTPFS), conforme deliberado na assembleia geral de 21/07, apresentou à plenária dessa quinta-feira algumas sugestões de alterações na minuta elaborada pela comissão do Consepe.  

 

Algumas dificuldades relacionadas a diferenças estruturais de cursos e campus criados mais recentemente despertaram maior preocupação dos docentes. “Esses professores não têm mais espaços deliberativos que são importantes para a vida democrática da universidade”, ressaltou o docente José Domingues. Os campi do interior e alguns cursos da UFMT Cuiabá não têm mais a estrutura do Departamento. Assim, a formação de espaços de discussão, como colegiados e conselhos, fica prejudicada.

 

Da mesma forma, a nova estrutura também impõe dificuldades a algumas demandas dos docentes desses campi, como destacou o professor da UFMT Araguaia, Maurício Guedes, que relatou problemas para conseguir a homologação para o seu doutorado.

 

Outro ponto debatido longamente pela categoria foi o teto máximo para horas aula. Nesse sentido, o pensamento produtivista de distribuição de encargos foi duramente criticado, prevalecendo o diálogo sobre o sentido da docência e a necessária rotina de estudo e preparação do profissional, pois, além da prática de ensino, os professores da universidade também realizam pesquisas para desenvolver mais conhecimento. Por isso, a categoria manteve, em sua proposta, a carga horária máxima de 08 horas semanais para os docentes com regime de trabalho de 20 horas, e 16 horas para os docentes com regime de trabalho de 40 horas/ Dedicação Exclusiva. A minuta elaborada pelo Consepe, que será apresentada na audiência dessa sexta-feira (07) traz 12 e 20 horas, respectivamente para a atividade.

 

Essas e outras questões, já pontuadas pelos docentes, mas que não foram totalmente exploradas na assembleia, serão levadas à audiência do Consepe de amanhã para serem amadurecidas. “Nós gostaríamos de marcar mais uma assembleia para esmiuçar ainda mais a minuta e esgotar o assunto, inclusive nos campi do interior, mas o calendário das audiências divulgado pelo Consepe não está dando abertura para o debate. Por isso a participação dos docentes na audiência de amanhã é imprescindível”, afirmou o presidente do sindicato.

 

O indicativo de Greve Geral não foi debatido, devido ao avançado da hora. Os docentes contextualizaram o cenário de ataques e a necessidade de diálogo entre a comunidade acadêmica e outras categorias de trabalhadores. No entanto, ponderaram que durante as férias essas atividades ficam prejudicadas.

 

Informes

 

O advogado responsável pela ação dos 28,86%, Alexandre Alves, repassou os últimos informes sobre a ação. De acordo com Alves, a decisão do juiz César Bearsi publicada na sexta-feira (30/09) não deixa outra escolha à universidade, que não a de efetivar o pagamento para todos (clique aqui para saber mais).

 

O presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo, informou a todos que os preparativos para o 36º Congresso do ANDES estão em andamento, e a Adufmat-Ssind já recebeu a comissão nacional responsável pela organização do evento. Cuiabá deverá receber cerca de 500 pessoas de todo o país entre os dias 23 e 28/01/17 para o encontro (clique aqui para saber mais).

 

Araújo informou, ainda, que os docentes sindicalizados poderão retirar, a partir dessa sexta-feira (07), os convites para o Baile dos Professores. A festa será realizada no dia 15/10, na AABB (clique aqui para saber mais).  

 

A professora Vanessa Furtado falou sobre o Cine Debate que será realizado também na sexta-feira, dia 07/10, a partir das 18h, no auditório do Instituto de Educação da UFMT. A atividade, organizada pelo Coletivo de Saúde Mental UFMT” será a partir do filme “Nise – o coração da loucura” (clique aqui para saber mais).     

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind 

Terça, 04 Outubro 2016 13:13

 

A Diretoria no uso de suas atribuições regimentais convoca todos os sindicalizados para Assembleia Geral Extraordinária a se realizar:

 
Data:  06 de Outubro de 2016 (quinta-feira)
 
Local: AUDITÓRIO DA ADUFMAT
 
Horário: às 14:00  horas com a presença mínima de 10% dos sindicalizados e às 14:30  horas, em segunda chamada, com os presentes.
 

PAUTA:

A) Informes:
B) Discussão e Posicionamento sobre a Reformulação da Resolução CONSEPE 158;
C) Indicativo de Greve Geral.

 

Cuiabá, 04 de outubro de 2016.

 

Reginaldo Silva de Araujo
Presidente / ADUFMAT SSind

Segunda, 19 Setembro 2016 17:38

 

A Diretoria no uso de suas atribuições regimentais convoca todos os sindicalizados para Assembleia Geral Extraordinária a se realizar:

 
Data:  21 de Setembro de 2016 (quarta-feira)
 
Local: AUDITÓRIO DA ADUFMAT
 
Horário: às 08:00  horas com a presença mínima de 10% dos sindicalizados e às 08:30  horas, em segunda chamada, com os presentes.
 

PAUTA:

A) Informes:
B) Mobilizações dos dias 22 e 29/09/2016 e a Construção da Greve Geral;
C) Formação de Comitê de Mobilização Unificado para Construção da Greve Geral. 

 

 

Cuiabá, 19 de setembro de 2016.

Reginaldo Silva de Araujo
Presidente / ADUFMAT SSind


 

Segunda, 12 Setembro 2016 20:47

 

A assembleia geral dos docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), realizada nessa segunda-feira, 12/09, começou com um minuto de silêncio. A homenagem marcou a primeira assembleia da categoria realizada após o falecimento do professor Eleni Pereira, militante, advogado e ex-presidente da Adufmat – Seção Sindical do ANDES-SN.

 

As discussões sobre os pontos de pauta renderam boas análises de conjuntura. A função que o bolsista do Grupo de Trabalho Política de Formação Sindical (GTPFS) tem desenvolvido, levantando todos os projetos de lei, decretos, emendas, medidas provisórias e leis já aprovadas que vão contra os interesses dos trabalhadores, no período de 1995 a 2016, também contribui com esse processo de compreensão da categoria. “O bolsista já fez todo o levantamento. Mas nós precisamos prorrogar o contrato dele porque vamos cruzar as informações e sistematizá-las, junto a outro estudante voluntário na pesquisa, para que possamos analisar os dados e incluí-los em um dos cadernos que estamos elaborando”, explicou a professora Alair Silveira, membro do GT.

 

“Eu gostaria de colocar a disposição da diretoria em prorrogar o contrato, e registrar a satisfação pela realização desse estudo dentro do sindicato. É muito importante para nós levantar essas informações. São tantas propostas de lei que atacam os direitos dos trabalhadores, de setores públicos e privados, que fica difícil acompanhar”, afirmou o presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo. Os docentes aprovaram a prorrogação do contrato do bolsista do GTPFS por três meses.

 

Nesse sentido, os docentes caminharam para o debate sobre a participação dos docentes na Jornada de Lutas e demais atividades que unificam os trabalhadores contra as reformas impostas pelo governo, entendendo que essa é uma postura de defesa fundamental nesse momento. Assim, além da caravana enviada para as atividades em Brasília nos dias 13 e 14/09, e do ato programado para o dia 15/09 na Praça Bispo, centro de Cuiabá, os docentes encaminharam a realização de uma nova assembleia. Na tarde do dia 20/09, terça-feira da próxima semana, a categoria vai discutir duas indicações do ANDES – Sindicato Nacional: paralisação no dia 22/09 e construção de uma Greve Geral. A discussão destacou que a bandeira “Fora Temer” unifica a luta, mas a defesa dos governos petistas, não.

 

A organização dos docentes do campus de Várzea Grande, incluída como ponto de pauta no edital de convocação, chegou a ser pontuada, antecipadamente. No entanto, a plenária entendeu que o ponto de pauta ficou prejudicado pela ausência dos docentes do novo campus no momento em que a discussão seria iniciada.    

 

Informes

 

Durante os informes, mais uma vez a contribuição do professor Eleni retornou à pauta: ele estava organizando um Seminário com tema “A defesa dos Direitos Humanos e Sociais.” O evento, que terá a participação de nomes como Sara Granemann, Hugo Cavalcante e Gustavo Teixeira, foi mantido, e será realizado durante todo o dia 23/09, no Centro Cultural da UFMT. A Adufmat-Ssind divulgará a programação completa em breve.

 

Nos dias 23 e 24/09, a VPR Pantanal do ANDES promoverá, em parceria com a Adufmat-Ssind e outras entidades, um debate em Sinop, para debater os “Ataques ao serviço público e aos direitos dos trabalhadores”. Os convidados são José Menezes Gomes (professor da UFAL) e Elda Valim (ONG Moral). A programação está disponível aqui.

 

Nesses dois dias, o sindicato receberá, em Cuiabá, o diretor do ANDES-SN, Francisco Jacob, para iniciar os preparativos do 36º Congresso do Sindicato Nacional, que será realizado na capital mato-grossense na última semana de janeiro de 2017. Todos os interessados em contribuir na construção do Congresso estão convidados para as reuniões, nos dias 22 e 23/09, às 9h, na Adufmat-Ssind.

 

A professora Alair Silveira fez o informe qualificado do III Encontro Nacional do Curso de Formação Política e Sindical, realizado em Belém do Pará nos dias 26 e 28/08. Participaram do encontro os membros do GTPFS Alair Silveira e Luzinete Vanzeler, alem do presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo. O encontro teve como tema “História dos movimentos sociais: exploração, opressão e revolução”. O relatório assinado pelo GTPFS está disponível no site do sindicato, clique aqui para ler.         

 

Outra atividade informada durante a assembleia foi o Semiedu, que abordará o tema “Saberes e Identidade: Povos, Culturas e Educação” entre os dias 03 e 05/10. De acordo com a professora Aparecida Rezende, paralelo ao Semiedu, será realizado o III Simpósio Internacional Merleau-Ponty.

 

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind 

Quinta, 08 Setembro 2016 18:05
*Texto atualizado às 16h40 do dia 09/09/16, e reenviado para toda a categoria.  
 
 
Em tempo, incluímos, para discussão na próxima assembleia o ponto de pauta "prorrogação contrato do bolsista GTPFS/Adufmat". 
 
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA ADUFMAT- Ssind
 
 
A Diretoria no uso de suas atribuições regimentais convoca todos os sindicalizados para Assembleia Geral Ordinária a se realizar:
 
 
Data:  12 de Setembro de 2016 (segunda-feira)
 
Local: AUDITÓRIO DA ADUFMAT
 
Horário: às 14:00  horas com a presença mínima de 10% dos sindicalizados e às 14:30  horas, em segunda chamada, com os presentes.
 
 
PAUTA:
 
A) Informes:
B) Preparação da Jornada de Lutas;
C) Organização sindical UFMT/Várzea Grande;
D) Prorrogação contrato do bolsista GTPFS/Afumat-Ssind.
 
 
 
 
 
 
Cuiabá, 08 de setembro de 2016.
 
 
 
Reginaldo Silva de Araujo
Presidente / ADUFMAT SSind
Terça, 30 Agosto 2016 17:52

 

 

 

Os professores da Universidade Federal de Mato Grosso associados à Seção Sindical do ANDES (Adufmat-Ssind) deliberaram, em assembleia geral realizada nessa terça-feira, 30/08, sobre reformas na sede do sindicato, retomada de Grupos de Trabalho (GT’s), comissão para organização do 36º Congresso do ANDES, que será em janeiro de 2017, em Cuiabá, e outros dois pontos de pauta incluídos no início da assembleia: autorização para realização de convênios na regional do Araguaia, e a convocação da CSP Conlutas e do Sindicato Nacional para a Jornada de Lutas, os dias 12 e 15/09.

 

O arquiteto que idealizou a sede do sindicato em Cuiabá em formato de oca, José Portocarrero, participou da assembleia para falar sobre a proposta de reforma da sede, que tem o objetivo de melhorar o auditório e trocar a palha que cobre o prédio. “Nós faremos uma janela como uma espécie de anel em volta do auditório, com cerca de 40 cm de altura, para aumentar a ventilação e iluminação do local”, disse o professor. Além disso, a obra visa resolver alguns pontos de infiltração e acúmulo de água na lateral do imóvel.

 

Ao final da exposição, os docentes aprovaram a proposta de reforma, mediante a incorporação de algumas considerações feitas durante a assembleia, bem como o orçamento apresentado pela diretoria, no total de R$ 74.940,00. No entanto, solicitaram ao arquiteto a disponibilização do croqui. A troca de toda a cobertura da sede já disposta no valor citado acima.

 

Na discussão sobre a retomada dos GT’s, os docentes ponderaram sobre a função dos grupos, e convergiram sobre a ideia de que eles devem contribuir para a luta e organização da categoria em âmbito nacional e regional. Assim, concordaram que é interessante incluir no estatuto da Adufmat-Ssind, que está em processo de reforma, alguns critérios e regras para garantir o funcionamento, de maneira que não os engesse. O professor Maelison Neves, membro da comissão de reforma do estatuto, ficou responsável por recolher sugestões da categoria nesse sentido. Elas serão apresentadas e debatidas em assembleia quando as alterações sugeridas pela comissão forem colocadas em discussão.

 

Na assembleia dessa terça-feira, foram retomados os seguintes GT’s: Carreira (GTCarreira), com as professoras Lennie Bertoque e Vanessa Furtado; Ciência e Tecnologia (GTCT), com os professores José Domingues e José Portocarrero; e Política Agrária, Urbana e Ambiental (GTPAUA), com os professores Célia Borges, Irenilda Santos, Maelison Neves e José Domingues.

 

Sobre a organização do 36º Congresso do ANDES, do qual a Adufma-Ssind será a anfitriã, ficou decidido que farão parte da comissão, junto os representantes do Sindicato Nacional já indicados, Francisco Jacob e Luzinete Vanzeler (pela VPR Pantanal), os docentes: Roberto Boaventura, Alair Silveira, Vanessa Furtado, Maelison Neves, Paulo Wescley, Marluce Silva, Célia Borges, Robson Lopes, Lennie Bertoque, Irenilda Santos e Reginaldo Araújo. A plenária decidiu que outros interessados poderão ser incorporados ao grupo.

 

Os docentes também aprovaram, durante a assembleia, a realização de seis convênios entre empresas e a Adufmat-Ssind na região do Araguaia, para que os associados obtenham descontos em diversos serviços, como academia e postos de combustível.

 

Por fim, os docentes falaram sobre a participação na jornada de lutas convocada pela CSP Conlutas e ANDES - Sindicato Nacional, entre os dias 12 e 15/09. Uma nova assembleia geral será realizada na próxima semana para debater essa questão específica, mas a abertura de diálogo entre docentes, discentes e técnicos para articular as atividades deve ter início imediato.

 

Informes

 

A diretoria do sindicato, na figura do presidente Reginaldo Araújo, informou sobre a participação de alguns docentes membros do GTPFS e da diretoria da Adufmat-Ssind no III Encontro Nacional do Curso de Formação Política e Sindical do ANDES, realizado em Belém entre os dias 26 e 28/08. O tema do encontro foi “História dos movimentos sociais: exploração, opressão e revolução”, e os debates giraram e torno dos movimentos sindical, LGBT, feminista e etnicorraciais.      

 

O professor da UFMT Araguaia, Robson Lopes, falou sobre o processo de consulta para escolha de pró-reitor, realizado no campus pela primeira vez. A votação será no dia 05/09, e a comissão optou pelo voto universal, diferentemente dos outros campi da universidade, que geralmente utilizam o voto paritário.

 

O professor Maelison Neves avaliou o ato realizado no dia 16/08, durante o Dia Nacional de Mobilização em Defesa dos Serviços Públicos e dos Direitos Sociais. “Foi uma mobilização que, embora tenha reunido frentes que se divergem em determinados pontos, marcou de forma positiva a posição dos trabalhadores contra os diversos ataques aos direitos sociais e trabalhistas que estão colocados”, afirmou o docente.    

 

A professora Lennie Bertoque informou que deixará a representação da Adufmat-Ssind no Araguaia porque está assumindo a diretoria do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da instituição daquele campus.

 

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind  

  

             

      

Segunda, 08 Agosto 2016 20:08

 

 

A assembleia geral extraordinária realizada nessa segunda-feira (08/08), entre às 14h30 e 17h, decidiu convocar todos os sindicalizados para Assembleia Geral Extraordinária a se realizar:

 
Data:  11 de Agosto de 2016 (quinta-feira)
 
Local: AUDITÓRIO DA ADUFMAT
 
Horário: às 14:00 horas com a presença mínima de 10% dos sindicalizados e às 14:30  horas, em segunda chamada, com os presentes.
 

PAUTA ÚNICA :

- Paralisação no dia 16 de agosto - Dia Nacional de Mobilização.

 

Cuiabá, 08 de agosto de 2016.

 

Reginaldo Silva de Araujo
Presidente / ADUFMAT SSind

 

Segunda, 08 Agosto 2016 19:54

 

 

 

Uma assembleia geral densa decidiu, nessa segunda-feira (08/08), que ainda não é o momento de deliberar sobre a aquisição de sede social para os docentes sindicalizados na Adufmat-Ssind. Diante das lutas políticas que estão postas, do número reduzido de docentes na assembleia, e das questões estatutárias referentes ao processo de compra, a plenária decidiu amadurecer a ideia e voltar a avaliar a questão nos próximos meses.

 

O ponto de maior embate foi a concepção de sindicato como entidade política. Um grupo defendeu que empenhar recursos numa aquisição tão cara, que não é indispensável, pode comprometer os recursos que precisam ser destinados a lutas prioritárias, como as dezenas de Projetos de Lei que ameaçam os serviços e servidores públicos.  

 

De outro lado, outro grupo defendeu que a Adufmat-Sind tem recursos suficientes, e que o sindicato não perde seu caráter político por investir, também, em lazer. Isso poderia, inclusive, aproximar a categoria nas reflexões políticas, defenderam alguns docentes.

 

Por fim, depois de todos esses e outros pontos destacados, a plenária decidiu adiar a discussão por pelo menos dois meses.

 

A assembleia teve outros dois pontos de pauta acrescentados. No entanto, decidiu encaminhar para nova assembleia, que será realizada na quinta-feira, 11/08, às 14h, a discussão sobre a orientação do ANDES - Sindicato Nacional, para paralisação no dia 16/08, durante o dia de mobilização unificada em defesa da educação pública.

 

Também não foi debatido o ponto de pauta sobre o convite aos senadores de Mato Grosso para dialogar sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, porque o proponente da pauta se ausentou da assembleia antes da discussão.

 

Informes da base

 

A diretora da VPR do ANDES-SN, Vanessa Furtado, fez informes relacionados à mobilização nacional e regional contra a aprovação do PLP 257/16 e da PEC 241/16 na última semana. De acordo com a docente, o substitutivo d PLP 257/16 apresentado na Câmara dos Deputados retira os militares do grupo de servidores prejudicado pelo projeto, indicando uma possível exigência da chamada “Bancada da Bala” para aprovação.

 

Houve também informes sobre a agenda de discussão sobre o PLP 257/15 no estado, organizada por várias entidades: 08/08, às 18h, um seminário na sede do Sindes (Servidores do Desenvolvimento Econômico do Estado); 13/08, às 14, o Sinasefe também discute a questão no IFMT.

 

Sobre o processo dos 3,17% (URV), o informe foi no sentido de que a perícia ainda não foi concluída, e outras informações foram solicitadas sobre o pagamento do percentual a alguns docentes da universidade.

 

Informes da Diretoria

 

O presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo, informou sobre o processo de escolha do pró-reitor da UFMT no campus de Sinop, realizado no dia 03/08. O sindicato participou da Comissão Local, por meio dos representantes regionais, além do debate realizado no dia 01/08, com a presença de Araújo. O professor Roberto Beber foi o escolhido pela comunidade acadêmica. Concorreram com ele o servidor técnico administrativo Everton Alves de Souza, e o professor Mário Mateus Sugizaki.       

 

O docente falou ainda da agenda de mobilização do ANDES – SN, diante da ofensiva para aprovação dos Projetos de Lei que desmontam os serviços públicos. Um encontro dos GT’s Carreira, Educação e Ciência e Tecnologia, realizado em Brasília no dia 05/08, foi um dos destaques do informe.

 

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind