Segunda, 17 Agosto 2015 11:34

60º Conad reafirma a unidade dos setores na luta em defesa da educação pública

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)


O encontro encaminhou a realização de manifestações, nos dias 27 e 28 de agosto, em Brasília
 

Na noite de sábado (15), ao longo da plenária do tema III “Avaliação e Atualização do Plano de Lutas: setores”, os participantes, após reconhecerem o papel do Sindicato Nacional na condução da greve dos docentes federais, que já se aproxima dos três meses de duração, e reivindicar a unidade dos docentes do Setor das Instituições Estaduais e Municipais de Ensino (Iees/Imes) e do Setor das Instituições Federais de Ensino (Ifes) na luta em defesa da Educação Pública, aprovaram as principais ações que devem nortear a atuação do ANDES-SN no próximo período. Além disso, os docentes discutiram acerca do fortalecimento das ações unitárias dos Servidores Públicos Federais.

Alexandre Galvão Carvalho, 3º Secretário do ANDES-SN, aponta que “a discussão do tema III foi realizada após a avaliação das greves, que já foram finalizadas e outras ainda em andamento, e encaminhou a realização de atividades em defesa da Universidade Pública pelo conjunto do Sindicato Nacional, ou seja, tanto pelo setor das Iees/Imes e Ifes, pois o momento e a conjuntura exigem o fortalecimento da defesa do projeto do ANDES-SN para a educação pública brasileira. É absolutamente fundamental a unificação da nossa categoria e das lutas”. No início da plenária foi apresentado aos delegados, observadores e convidados uma exposição de fotos das lutas dos docentes das instituições estaduais e federais do último período.

Os delegados encaminharam a participação da categoria em atividades de apoio à greve de todos os setores com atos públicos, dias de luta e manifestações locais e nacionais. Nos dias 27 e 28 de agosto serão realizadas manifestações em Brasília, em defesa da educação pública. Paulo Rizzo, presidente do ANDES-SN, ressaltou a importância das seções sindicais na organização da ida dos docentes de diversos estados para as manifestações na capital federal.

Além disso, a plenária indicou a importância de ampliar o apoio e a solidariedade aos docentes em greve e produzir o Manifesto Nacional de apoio à greve em Defesa da Universidade Pública.

Plano de lutas dos setores 
Em relação ao Setor das Iees/Imes, os delegados presentes decidiram pela realização, entre os dias 25 e 27 de setembro, o XIII Encontro Nacional das IEES/IMES e o Seminário Nacional do Setor IEES/IMES sobre Federalização e Financiamento, em Campinas (SP). 

Quanto à pauta específica e a agenda do Setor das Ifes, a plenária encaminhou a intensificação da luta pela pauta do setor - Campanha 2015 – focando na defesa do caráter público da universidade, melhoria das condições de trabalho, garantia da autonomia universitária, reestruturação da carreira docente e valorização salarial de ativos e aposentados, considerando de forma articulada a pauta nacional e as pautas locais. Aprovaram também o fortalecimento das ações da greve nacional, intensificando atividades em cada IFE, a partir dos encaminhamentos dos Comandos Locais e do Comando Nacional da Greve, atuando conjuntamente com as demais categorias de técnico-administrativos e estudantes.

Os delegados do 60º Conad destacaram a importância do fortalecimento e ampliação da greve nas instituições que ainda não deliberaram pelo movimento paredista e apontaram como próximo passo a radicalização das intervenções, com objetivo de pressionar o governo federal para a abertura de negociação, pressionando-o para avançar no atendimento das reivindicações da pauta específica. Os docentes indicaram a importância em estreitar as articulações com as entidades dos SPF na luta pela pauta unificada do funcionalismo federal.

Ao longo do debate, Paulo Rizzo atualizou os presentes sobre os principais encaminhamentos do Comando Nacional de Greve na última semana e lembrou a ampliação do prazo, para até o dia 21 de agosto, para que as seções sindicais enviem contribuições que ajudem a definir estratégias de negociação da pauta da greve nacional dos docentes federais. Confira o último comunicado do Comando Nacional de greve aqui.

Os participantes também informaram ao plenário sobre os diferentes processos de luta que estão sendo travados nos estados, como o vitorioso final da greve das universidades estaduais da Bahia, em que o movimento conseguiu arrancar do governo baiano a garantia da autonomia político-administrativa das instituições, questões orçamentárias e direitos trabalhistas.

Unificar as lutas do funcionalismo público

A plenária também debateu e aprovou dar continuidade à Campanha Salarial 2015 dos Servidores Públicos Federais, com base nos eixos e calendário construídos no Fórum das Entidades Nacionais dos SPF, a partir do patamar de lutas alcançado no primeiro semestre. Os delegados indicaram a intensificação da articulação, nos estados e Distrito Federal, com o conjunto dos SPF para desenvolver atividades que deem maior visibilidade a luta do funcionalismo público federal, atuando ao lado de outras organizações, entidades e movimentos sociais. O desenvolvimento de ações com intuito de rearticular a Coordenação Nacional das Entidades de Servidores Federais (CNESF) como espaço organizativo de luta dos SPF também foi encaminhado pelos presentes.


Fonte: ANDES-SN
Ler 632 vezes Última modificação em Segunda, 17 Agosto 2015 11:37