Terça, 21 Julho 2020 18:56

Sistema online apresentado para eleição de reitor na UFMT pode ser falho; confira no vídeo Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)


Mais uma denúncia relacionada à consulta para escolha de Reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em 2020: o sistema eletrônico apresentando pode ser falho.

No vídeo abaixo, a servidora e representante dos trabalhadores técnico-administrativos, Marilin Castro, denuncia que votou quatro vezes durante a eleição teste realizada no dia 14/07, e que recebeu o comprovante dos quatro votos depositados de forma digital na urna. Embora os organizadores digam que só um desses votos é contabilizado, a comunidade acadêmica desconfia. A dúvida persiste.

Um dos três candidatos inscritos chegou a ajuizar uma ação com pedido de liminar para suspender a consulta prévia (eleição), apontando falhas, entre elas a do sistema para votação online. As entidades questionam, no entanto, por que o candidato continua inscrito num processo que desconfia. A consulta de 2020 teria cinco candidaturas, mas duas se recusaram a participar do que boa parte da comunidade acadêmica considera uma farsa eleitoral para legitimar uma intervenção.

A consulta prévia para a Reitoria está marcada para a próxima sexta-feira, 24/07. Se for realizada, de fato, pela primeira vez a UFMT terá uma consulta online e não paritária, desrespeitando a tradição democrática conquistada por docentes, estudantes e técnicos administrativos no início da década de 1980.

SAIBA MAIS:

Vídeos mostram condução autoritária da reunião que aprovou eleição-intervenção na UFMT

ACOMPANHE AGORA A LIVE "Intervenção não é Eleição: em defesa da autonomia universitária"

Entidades denunciam: o que foi aprovado na UFMT não é eleição, é uma intervenção política

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

Ler 184 vezes Última modificação em Terça, 21 Julho 2020 19:47