Sexta, 17 Julho 2020 14:58

Nota de pesar

Escrito por 
Avalie este item
(1 Votar)

 

A Adufmat-Ssind vem a público lamentar mais uma morte entre a população indígena em decorrência da Covid-19.

 

Nessa quinta-feira, 16/07, foi Javariu Kaiabi, filho do conhecido líder cacique Sabino Kaiabi, que perdeu a vida por negligência do poder público. Para o seu povo, Javariu Kaiabi construiu uma brilhante história durante sua trajetória de trabalho na FUNAI, destacando-se como chefe de Coordenação Técnica no Posto Diaurum, sempre com todo o apoio das lideranças do povo Kawaiweté. Foi um líder historiador do Xingu, guardião da memória de seu povo, e mais uma grande perda para os povos originários.

 

Javariu Kaiabi faleceu no Hospital Regional de Sinop, cidade construída sobre território Kawaiweté.

 

A população indígena tem índices de contaminação e morte mais altos do que não indígenas. De acordo com o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), a taxa de mortalidade a cada 100 mil habitantes indígenas é 150% maior do que a média nacional, e a de infecção, 84% maior. 

 

Segundo a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), com dados atualizados na manhã de 17/07, já são 16057 indígenas contaminados e 529 mortos, entre os 133 povos afetados. 
 
 
Mais uma vez, a Adufmat-Ssind se coloca solidária à população indígena, que há mais de 500 anos luta e resiste para preservar suas vidas, seus direitos, seus territórios e o nosso meio ambiente.  
 
 
Javariu Kaiabi, presente!
 
Ler 183 vezes