Sexta, 15 Junho 2018 18:26

Adufmat-Ssind promove oficina com tema Saúde Mental de Docentes Universitários aposentados para construção de uma pauta de lutas Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

 

Nos dias 20 e 27/06/18, o Grupo de Trabalho de Saúde, Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria (GTSSA) da Adufmat-Ssind realizará rodas de conversa com o tema “Saúde Mental do Idoso”, orientadas pelo psicólogo Maelison Neves. As atividades terão início às 14h, no Auditório da ADUFMAT-Ssind. O objetivo é promover um espaço de discussão que fortaleça as redes sociais de apoio e de ações políticas para construção de uma plataforma de lutas da categoria relacionadas à promoção de saúde mental.

 

“A ideia é levar os participantes a refletirem sobre suas vivências, considerando o contexto político, social e de suas condições particulares de vida, identificando elementos que assumem função de proteção e também os prejudiciais à sua saúde mental, valorizando os saberes e experiências docentes no andar da vida”, explicam os organizadores do encontro, professores Maria Adenir Peraro, Maria Clara Weiss, Iva Gonçalves e Maelison Neves.

 

O professor Maelison Neves ressalta que a saúde mental é tema de enorme relevância, sobretudo nos últimos anos, em que os quadros de sofrimento psíquico têm aumentado na população em geral, sendo expressivos entre a categoria docente. Nesse sentido, o desgaste psíquico acumulado ao longo do tempo de trabalho, junto as transformações biopsicossociais relacionadas ao envelhecimento e à aposentadoria podem configurar processos críticos indutores de sofrimento psicológico. Diferente da tendência de individualização, essas demandas são também políticas e devem fazer parte das plataformas de lutas do sindicato na defesa dos direitos dos professores.

 

O trabalho docente, como as atividades profissionais nas sociedades capitalistas, apresenta duas dimensões contraditórias: é uma das profissões em que os sujeitos mais declaram sentir-se realizados, mas também uma das que mais adoecem. Esses conflitos podem acompanhar o docente durante o seu período de aposentadoria. Nesse período da vida social, surgem rupturas, continuidades e transformações (sociais, biológicas e psíquicas) que propiciam vivências de bem-estar e de mal-estar.

 

As atividades da oficina, nesses dois dias de encontro, terão dinâmica interativa e de construção coletiva, abertas a todos os docentes interessados na temática, e são o início de uma série de atividades que fomentarão o debate em defesa da saúde mental dos docentes.

 

Ler 434 vezes Última modificação em Segunda, 25 Junho 2018 10:15