Segunda, 13 Fevereiro 2017 18:22

Processo eleitoral para diretoria da Adufmat-Ssind terá início nessa terça-feira, 14/02 Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

 

Os docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) aprovaram, em assembleia geral realizada nessa segunda-feira, 13/02, o Calendário Eleitoral e o Regimento para a disputa da diretoria da Adufmat-Seção Sindical do ANDES, biênio 2017-2019. A eleição terá início nessa terça-feira, 14/02, e o pleito será realizado em todos os campi da universidade no dia 05/04.

 

Com a proposta do Regimento em mãos, a plenária avaliou artigo por artigo, informando os destaques necessários, debatidos um a um após a leitura do documento. Data limite de filiação para eleitores e candidatos, locais e quantidade de urnas, e a garantia de igualdade de condições às chapas foram alguns dos pontos discutidos.

 

Depois das observações, a plenária aprovou que estarão aptos a votar ou se candidatar docentes sindicalizados até o dia 24/02. “A comissão eleitoral precisa de um período mínimo para distribuir os colégios eleitorais, verificar a situação de todos os eleitores e candidatos, entre outras coisas”, defendeu o professor José Domingues.  

 

A Comissão Eleitoral publicará o Regimento junto à ficha de inscrição que deverá ser preenchida pelos candidatos nessa terça-feira, 14/02.  

 

Na assembleia dessa segunda-feira, foi aprovado o seguinte calendário:

 

14 a 24/02: período de inscrição de chapas;

01/03: publicação das chapas deferidas;

01 e 02/03: interposição de recursos e análise pela Comissão Eleitoral;

03/03: resultado da análise dos recursos;

04/03: publicação final das chapas homologadas;

04/03 a 04/04: período de campanha;

05/04: eleição, apuração e divulgação do resultado;

06/04: interposição de recursos;

07/04: resultado de interposição de recursos e posse.

 

Também foi debatida e aprovada a prorrogação da gestão da diretoria atual do Sindicato até o dia 06/04/17.

 

“É uma questão meramente burocrática, pois na eleição anterior essa necessidade não foi registrada em cartório e nós tivemos alguns problemas”, explicou o presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo.

 

28,86%

 

Durante a assembleia, o presidente da Adufmat-Ssind fez informes sobre os 28,86%. Araújo explicou que o Sindicato solicitou reunião com o reitor em exercício da UFMT, Evandro Silva, e que o escritório de advocacia responsável pelo processo já preparou uma denúncia ao juiz César Bearsi sobre a exclusão dos docentes aposentados que não tiveram julgados os recursos referentes ao corte do Tribunal de Contas da União. A Advocacia Geral de União reconheceu o direito dos docentes, mas por interferência da Procuradoria Junto à UFMT, eles tiveram o benefício retirado novamente. (Clique aqui para saber mais)

 

Os advogados vão pautar, ainda, o não cumprimento do pagamento retroativo ao mês de maio de 2016, como determinou o juiz Bearsi, e a inclusão no percentual nos últimos reajustes realizados pelo governo.    

 

A Adufmat-Ssind realizará uma reunião específica para tratar do assunto nos próximos dias.  

 

Saiba mais sobre o processo eleitoral para a diretoria da Adufmat-Ssind:

 

Diretoria da Adufmat-Ssind para o biênio 2017-2019 deve ser eleita até o dia 07/04

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

Ler 640 vezes