Sexta, 24 Junho 2016 14:09

Aprenda a calcular seus 28,86%

Escrito por 
Avalie este item
(1 Votar)

 

 

A Adufmat-Ssind solicitou à Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) da UFMT informações sobre como é feito e quais rubricas são consideradas no cálculo dos 28,86%. Disponibilizamos, abaixo, as respostas dos responsáveis pelo setor para que cada docente possa conferir se o percentual implementado está correto.

 

Vamos, primeiramente, às rubricas.

 

Para docentes ATIVOS, são consideradas as seguintes rubricas:

 

1 – Vencimento básico;

13 – Anuênio – Art. 244, Lei 8112/90;

10288 – Decisão Judicial N. Tran. Jug. At

15277 - Decisão Judicial Tran. Jug. At

82606 – RT – Retrib. por Titulação At

 

***De acordo com a Secretaria de Gestão de Pessoas, a rubrica “Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap” pode conter outros valores de decisão judicial além da referente aos 28,86%. Isso pode causar alguma diferença no cálculo. Os interessados em saber tudo o que consta nessa rubrica deve entrar em contato com a SGP.

 

Para docentes APOSENTADOS, são consideradas as seguintes rubricas:

 

5 – Provento Básico

18 – Anuênio – Art. 244, Lei 8112/90 Ap

249 – Ad. Tempo Serviço Art. 192 I Ap

356 – Dif. Prov. Art. 192 Inc. II L. 8112

358 – Dif. Prov. Art. 192 Inc. I L. 8112

1038 – Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap

1689 - Decisão Judicial Tran. Jug. Apos.

10289 - Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap. (*é nessa rubrica que consta o processo dos 28,86%)

16171 - Decisão Judicial Trans. Jug. Apo.

82107 – VPNI Art. 62 – A Lei 8112/90 – Ap.

82607 – RT – Retrib. Por Titulação Ap.

82526 – Proventos – EC nº 41/2003

 

***De acordo com a Secretaria de Gestão de Pessoas, a rubrica “Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap” pode conter outros valores de decisão judicial além da referente aos 28,86%. Isso pode causar alguma diferença no cálculo. Os interessados em saber tudo o que consta nessa rubrica deve entrar em contato com a SGP.

 

Para PENSIONISTAS, a rubrica considerada é:

 

82526 – Proventos – EC nº 41/2003

 

O cálculo é simples: soma-se o valor de todas as rubricas consideradas e multiplica-se por 28,86%. Assim:

 

Exemplo:

 

Suponhamos que um professor aposentados tem, em seu holerite, as seguintes rubricas e valores:

 

 

5 – Provento Básico                                                                                            R$ 5.600,00

 

18 – Anuênio – Art. 244, Lei 8112/90 Ap                                                                  R$   900,00 

                                                                                                                                                                                              

10289 – Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap                                                              R$ 2.611,83

 

16171 - Decisão Judicial Trans. Jug. Apo.                                                                             R$ 750,00

 

82107 – VPNI Art. 62 – A Lei 8112/90 – Ap.                                                                          R$ 300,00

 

82607 – RT – Retrib. Por Titulação Ap.                                                                               R$ 1.500,00

 

 

O primeiro passo é somar os valores das rubricas consideradas, exceto a referente aos 28,86%.

 

No exemplo acima, são os valores na cor preta. Vamos considerar, nesse cálculo, que a rubrica 1038 – Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap contém, apenas, o processo referente aos 28,86% (os interessados em saber se a rubrica contém valores referentes a outros processos não transitados em julgado devem entrar em contato com a SGP da UFMT).

 

Somando, então, todos os valores na cor preta, temos que o resultado é R$ 9.050,00. Em cima desse valor, aplicamos os 28,86% (para simplificar o cálculo: 28,86% é igual a 28,86/100, que é igual a 0,2886). Assim: R$ 9.050,00 x 0,2886 = 2.611,83 (R$). Repare que o resultado é o valor destacado em vermelho no exemplo acima.

 

Em resumo, se a Decisão Judicial N. Tran. Jug. Ap for referente apenas ao processo dos 28,86%, esse será o valor adicionado ao salário, de acordo com o cálculo da SGP. Basta fazer suas contas e verificar se a implementação está correta. 

 

 

 

 

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind   

 

 

 

 

Ler 3188 vezes Última modificação em Terça, 20 Setembro 2016 19:08