Terça, 12 Janeiro 2016 15:25


A Adufmat-Ssind já está distribuindo agendas de 2016 para os docentes sindicalizados. 

Retire a sua na sede do Sindicato nos seguintes horários: das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. 

Desejamos um bom 2016 a todos! 

A Diretoria.  

Segunda, 11 Janeiro 2016 19:30


Na próxima quinta-feira, 14/01, às 8h, a Adufmat-Ssind realizará assembleia geral para eleger os delegados e suplentes que representarão a entidade no 35º Congresso do ANDES - Sindicato Nacional. Esse ano, o evento será realizado em Curitiba (PR), entre os dias 25 e 30 de janeiro. 

O Andes – SN já disponibilizou o caderno de textos do Congresso, que terá o tema “Em defesa da educação pública e gratuita e dos direitos dos trabalhadores”. 

Clique aqui para ler o caderno de textos. 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

Quarta, 23 Dezembro 2015 13:44


Seguindo o calendário eleitoral, a Comissão de Consulta divulgou, na noite dessa terça-feira (22/12) as candidaturas homologadas para disputar a Reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em 2016. Também foram sorteados os números das chapas. 

Por ordem de sorteio, os candidatos são: 

Chapa 1Inova UFMT - prof. Dr. João Carlos de Souza Maia (Departamento de Solos e Engenharia Rural – Campus de Cuiabá) e profa. Dra. Maria de Souza Rodrigues (Departamento de Serviço Social – Campus de Cuiabá).  

Chapa 2UFMT + 50 - prof. Dr. Paulo Teixeira de Sousa Júnior (Departamento de Química - Campus de Cuiabá) e prof. Dr. Sérgio Henrique Allemand Motta (Departamento de Saúde Coletiva – Campus de Cuiabá); 

Chapa 3Universidade Proativa - prof. Dr. Sérgio Roberto de Paulo (Departamento de Física – Campus Cuiabá) e profa. Dra. Marta Cristina Nogueira (Departamento de Arquitetura e Urbanismo – Campus de Cuiabá);  

Chapa 4UFMT: Diálogo e Ação - profa. Dra. Myrian Thereza de Moura Serra (Faculdade de Nutrição – Campus de Cuiabá) e prof. Dr. Evandro Aparecido Soares da Silva (Departamento de Engenharia Elétrica – Campus de Cuiabá);  

Oficialmente, o período de campanha começa nessa quarta-feira, 23. O primeiro turno das eleições será no dia 16/03/16. 

Acompanhe o calendário aqui.   

Abaixo, a ata do sorteio.   


Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

Segunda, 21 Dezembro 2015 18:15



A Adufmat-Ssind informa que o recesso de final do ano (2015- 2016) será entre os dias 23/12 e 08/01. Não haverá atendimento ao público nesse período, somente atividades de caráter interno. 

O Sindicato retornará ao expediente normal na segunda-feira, 11/01. 

Boas festas a todos! 

Att.
A diretoria.  

  

Sexta, 18 Dezembro 2015 20:06


O último dia de registro de chapas para disputar à Reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em 2016 foi agitado. Três, das quatro duplas candidatas aos cargos de reitor e vice-reitor, escolheram essa sexta-feira, 18/12, para oficializar as inscrições. 

O clima já toma conta dos grupos de apoio aos candidatos, que acompanharam os registros e fizeram barulho. As chapas homologadas só serão publicadas pela Comissão de Consulta na próxima terça-feira, dia 22/12, mesmo dia em que os números das concorrentes serão sorteados. Mas a Comissão já publicou, nessa sexta-feira, os registros deferidos.   

Foram registrados os seguintes nomes (por ordem de inscrição): 

Da chapa Universidade Proativa, o candidato a reitor é o prof. Dr. Sérgio Roberto de Paulo (Departamento de Física – Campus Cuiabá) e a candidata a vice-reitora é a profa. Dra. Marta Cristina Nogueira (Departamento de Arquitetura e Urbanismo – Campus de Cuiabá); 

Da chapa UFMT + 50, o candidato a reitor é o prof. Dr. Paulo Teixeira de Sousa Júnior (Departamento de Química - Campus de Cuiabá) e o candidato a vice-reitor é o prof. Dr. Sérgio Henrique Allemand Motta (Departamento de Saúde Coletiva – Campus de Cuiabá);

Da chapa UFMT: Diálogo e Ação, a candidata a reitora é a profa. Dra. Myrian Thereza de Moura Serra (Faculdade de Nutrição – Campus de Cuiabá) e o candidato a vice-reitor é o prof. Dr. Evandro Aparecido Soares da Silva (Departamento de Engenharia Elétrica – Campus de Cuiabá); 

Da chapa Inova UFMT, o candidato a reitor é o prof. Dr. João Carlos de Souza Maia (Departamento de Solos e Engenharia Rural – Campus de Cuiabá) e a candidata a vice-reitora é a profa. Dra. Maria de Souza Rodrigues (Departamento de Serviço Social – Campus de Cuiabá)    

Para os candidatos, o processo de consulta deve ser de diálogo franco, democrático e de ampla exposição de ideias para os próximos quatro anos da UFMT. “Já que a universidade está próxima dos 50 anos, esperamos um processo maduro, muito consciente, em que as pessoas estejam dispostas a discutir ideias, discutir propostas de uma maneira muito civilizada, tranquila, para que nós possamos privilegiar as ideias, num debate claro, limpo, de alto nível”, disse o professor Sérgio de Paulo, da chapa Universidade Proativa. 

O professor Paulo Teixeira, da chapa UFMT + 50, acredita num debate, acima de tudo, democrático e de participação coletiva. “Nós esperamos um debate democrático e de construção do plano de gestão, que está sendo construído coletivamente. Nós esperamos aperfeiçoar esse documento”. 

Para a professora Myrian Serra, da chapa UFMT: Diálogo e Ação, esse é um momento de extrema importância para a universidade. “É um período em que nós temos a oportunidade de debater e discutir qual é o projeto de universidade que nós defendemos e queremos para a próxima gestão”.         

O candidato da chapa Inova UFMT, professor João Carlos Maia, acredita que essa será uma disputa acirrada. “Nós temos quatro candidaturas, as propostas serão bem discutidas, nós temos boas pessoas fazendo parte das chapas. Mas o que importa nesse momento é a gente ter uma discussão produtiva, objetiva com foco voltado para a construção da universidade”, afirmou. 

Clique aqui para ler o documento publicado pela Comissão de Consulta, com informações das chapas registradas deferidas.

Fotos:

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

Sexta, 18 Dezembro 2015 18:16



Clique aqui
 para acessar a Apresentação do deferimento dos registros de candidaturas para Reitor e Vice-Reitor da Universidade Federal de Mato Grosso, publicada pela Comissão Eleitoral do Processo de Consulta para Reitoria da UFMT.

Quarta, 16 Dezembro 2015 18:37

Os professores sindicalizados com pendências nos últimos repasses mensais de contribuição sindical podem entrar em contato com a Adufmat-Ssind para regularizar a situação. O sindicato disponibilizará um novo boleto, no valor dos repasses em atraso. O pagamento poderá ser feito na agência bancária de preferência do filiado até a data de vencimento. 

Desde setembro de 2015, as contribuições mensais estão sendo feitas via boleto, devido a um problema de consignação no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). 

Os sindicalizados podem solicitar o novo boleto pessoalmente, na sede do sindicato, por meio dos telefones (65) 3615-8293, 4104-0656/0548, 9686-8732, ou por meio dos e-mails O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.. 

Adufmat-Ssind

Terça, 15 Dezembro 2015 19:02

O processo de consulta interna para reitor e vice-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) já está aberto e o período para inscrição de chapas, na sede do Sintuf, vai até o último dia útil dessa semana (18/12). As candidaturas deferidas serão publicadas no dia 22/12. 

De acordo com o calendário da consulta, elaborado por uma comissão composta por docentes, técnicos e estudantes da UFMT, a campanha começa ainda esse ano, no dia 23/12. Mas o primeiro turno das eleições será apenas no dia 16/03, e a divulgação do resultado final no dia 17/03. 

Até lá, os candidatos devem apresentar suas propostas de gestão para os próximos quatro anos da universidade. 

Um eventual segundo turno está programado para o dia 12/04, com divulgação do resultado final no dia 13/04. 

A lista com os nomes dos três candidatos mais bem votados segue para a Presidência da República. A nomeação é feita pelo chefe do executivo e, embora, nos últimos anos, tenha-se respeitado o resultado das consultas, o presidente pode nomear outro candidato que não o escolhido pela comunidade acadêmica. 

Clique aqui para acessar o calendário completo do pleito. 

Veja Foto:

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind 

Segunda, 14 Dezembro 2015 15:36


Sérgio Mendonça, Secretário de Relações de Trabalho no Serviço Público do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (SRT-Mpog), enviou ofício na sexta (11) à noite ao ANDES-SN sobre a negociação de 2015 dos docentes federais. No ofício, a SRT-Mpog afirma que não há previsão orçamentária para a contraproposta do ANDES-SN, reafirma as condições apresentadas em 18 de novembro e não responde aos demais itens da pauta dos docentes federais. 

O ofício da SRT-Mpog ressalta ainda que o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLN 01/15) para 2016 está em fase de votação no Congresso Nacional e tem como data limite para proposições legislativas que tratem de aumento de despesa de pessoal o dia 18 de dezembro (sexta-feira). Em sua resposta, o governo ignora a proposta dos docentes federais de criação de um Grupo de Trabalho (GT) sobre carreira para discussão em 2016 – cujo impacto se daria apenas em 2017, e, portanto, não teria influência no orçamento em votação no Congresso. 

Desde 2013, o Setor das Instituições Federais de Ensino (Setor das Ifes) do ANDES-SN tem tentado negociar com o governo e, durante a greve de 2015, apresentou proposta e contraproposta, mostrando disposição de negociar, tanto com o Mpog quanto com o Ministério da Educação (MEC). No entanto, a negociação não avançou e apenas em 18 de novembro a SRT-Mpog apresentou proposta aos docentes federais, com exíguo prazo para resposta. 

Ainda assim, o ANDES-SN se esforçou para responder, aceitando alguns itens e propondo modificações em outros. Paulo Rizzo, presidente do Sindicato Nacional, considerou vaga a resposta do governo federal. “O governo dá uma resposta incompleta, que não responde ao conjunto da pauta. Há pautas sem impacto orçamentário imediato que foram ignoradas. Queremos, em relação à carreira, um processo de negociação em 2016. Ao não responder sobre isso, o governo está assumindo a desestruturação da carreira”, afirma o docente. 

O presidente do ANDES-SN criticou a assinatura de acordo por parte do Proifes, pois ele confisca salários, desestrutura a carreira e ainda rifa, mais uma vez, os direitos dos docentes aposentados. “É grave o Proifes ter assinado um acordo que vai manter a desestruturação da carreira até 2019, e vai consolidar essa desestruturação em forma de regras que mantém distorções”, diz Paulo Rizzo. O docente cita distorções tais quais o fato do regime de Dedicação Exclusiva receber o dobro, e não o triplo, do regime de 20h; o fosso entre Adjunto IV e Associado I; e a proposta não tocar no enquadramento dos aposentados. 

“Não aceitamos a desestruturação da carreira e, pelas assembleias gerais realizadas durante a greve e depois dela, não temos como aceitar essa proposta. A posição do ANDES-SN é retomar, em 2016, a negociação sobre carreira. Além disso, o governo sinaliza para a manutenção do ajuste fiscal, não assegura a contratação de novos docentes e deve continuar o contingenciamento. Isso faz com que tenhamos que nos preparar para muitas lutas no ano de 2016, e dá importância ímpar ao 35º Congresso do ANDES-SN que será realizado em Curitiba no mês de janeiro”, conclui Paulo Rizzo, presidente do Sindicato Nacional. 

Veja foto:

Confira aqui o ofício da SRT-Mpog

Confira aqui o InformANDES Especial do Setor das Ifes 

Fonte: ANDES-SN

Sábado, 12 Dezembro 2015 07:58

Representantes de entidades ligadas ao Comitê em Defesa dos Direitos do Imigrante em Mato Grosso visitaram, nessa quarta-feira (09/12), o haitiano Elveus Chisner, no Hospital Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC). Chisner foi atingido por um tiro no dia 22/11 e está internado pela segunda vez desde então. Durante a visita, o Comitê conversou com o diretor e a coordenadora do HPSMC e falou sobre a possibilidade de solicitar investigação sobre o atendimento. 

O Comitê tem dúvidas sobre os primeiros procedimentos realizados pelo Pronto Socorro. Após ser atingido, Chisner foi atendido e ficou sete dias internado. A bala ficou alojada na coluna e não pode ser retirada, deixando-o paraplégico. No dia 29/11, ele recebeu alta com encaminhamento para sessões de fisioterapia. No entanto, menos de 12 horas depois, voltou ao HPSMC com quadro grave de infecção. 

O diretor do Hospital, Alexandre Martins, disse que o atendimento foi padrão, e que pode ocorrer um quadro de infecção em poucas horas, em casos como o de Elveus. 

A coordenadora do HPSMC, Sônia Araújo, reafirmou que o haitiano foi bem atendido, como qualquer outro paciente que chega ao Pronto Socorro de Cuiabá com necessidade de atendimento de urgência e emergência, e que ele só recebeu alta, no dia 29/11, porque não apresentava mais esse quadro. 

Para o presidente da Adufmat-Ssind, Reginaldo Araújo, é preciso analisar o caso. “Nós vamos solicitar à ouvidoria do Pronto Socorro de Cuiabá uma análise do atendimento prestado, considerando a fragilidade do paciente, que estava com uma bala alojada na coluna e com a locomoção prejudicada. Retornar ao hospital menos de 12 horas depois de receber alta, com quadro grave de infecção, não nos parece normal. Também gostaríamos de saber mais sobre a medicação indicada, que teria sido apenas um analgésico”, explicou. 

O Comitê acredita que racismo e/ou xenofobia podem estar influenciando as relações com imigrantes haitianos em Mato Grosso, e que o caso de Elveus pode ser uma manifestação disso. Por isso, aproveitaram a visita para espalhar mensagens na entrada do hospital, destacando a universalidade do Sistema Único de Saúde, e contra qualquer tipo de preconceito no atendimento público.   

De acordo com o interprete da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Rafael Lira, que tem acompanhado o estado do haitiano, até o momento da visita, na quarta-feira, o quadro de saúde era estável, e a previsão era de que ele recebesse alta na próxima terça-feira (15). No entanto, ele ficou de retornar ao hospital na sexta-feira (11) para saber mais sobre novos exames que foram realizados, e confirmar as informações. 

A embaixada do Haiti no Brasil, em contato com membros do Comitê em Defesa dos Diretos do Imigrante em Mato Grosso, já se movimenta para autorizar a entrada da esposa de Elveus no Brasil. 

Fazem parte do Comitê representantes das seguintes entidades: Associação dos Docentes da UFMT (Adufmat-Ssind), Instituto de Saúde Coletiva da UFMT (ISC/UFMT), Organização de Suporte das Atividades dos Haitianos no Brasil (OSAHB), Diretório Central da UFMT (DCE), Faculdade de Nutrição da UFMT, Ouvidoria da Defensoria Pública de Mato Grosso, secretarias estaduais de Educação (Seduc) e Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), assessoria do deputado federal Ságuas Moraes, Juventude Revolução, Levante Popular e Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público em Mato Grosso (Sintep/MT).

Veja fotos:

Luana Soutos
Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind