Sexta, 23 Novembro 2018 00:00

 

O Grupo de Trabalho Política de Formação Sindical da ADUFMAT-S.Sind. do ANDES/SN realizará entre os meses de novembro e dezembro/2018 o Curso de Formação Sindical, intitulado “Capital e Trabalho: reforma ou revolução?”, dedicado a analisar as transformações do modelo produtivo, do mundo do trabalho e das relações macroeconômicas e sociais. Este Curso será aberto a docentes, discentes, técnicos, movimentos populares, sociais e sindicais, assim como demais interessados. 

O Curso será realizado gratuitamente nos Campi da UFMT de Cuiabá, Sinop e Barra do Garças/MT, conforme calendário.

Os encontros serão das 08h às 11h30 e das 13h30 às 17h, no sábado, e das 08h às 12h no domingo. 

As inscrições serão realizadas somente pelo site da ADUFMAT.

Calendário do Curso de Formação Sindical

Campus UFMT

Data

Cuiabá/MT

10 e 11 de Novembro/2018 (encerradas/lista de espera)

Sinop/MT

09 e 10 de Fevereiro/2019 (nova data)

Barra do Garças/MT

01 e 02 de Dezembro/2018

Ficha de inscrição

Ficha de inscrição para o Curso de Formação Sindical

Capital e Trabalho: reforma ou revolução?

ADUFMAT – S.Sind. do ANDES-SN

Required *

NOME

  Refresh Captcha  
 

Quinta, 29 Março 2018 16:39

 

****
O Espaço Aberto é um canal disponibilizado pelo sindicato
para que os docentes manifestem suas posições pessoais, por meio de artigos de opinião.
Os textos publicados nessa seção, portanto, não são análises da Adufmat-Ssind.
 
****

 

Roberto Boaventura da Silva Sá

Dr. em Jornalismo/USP// Prof. de Letras da UFMT

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Em algum momento de sua vida, Vinícius de Moraes exaltara a beleza feminina, dizendo que esse atributo era fundamental. Já o setecentista Gregório de Matos – pelo menos no soneto “Desenganos da vida humana metaforicamente” – não tinha a mesma aposta, como se pode perceber por meio das três metáforas à vida humana (planta, rosa e nau) ali presentes:

“(...) Mas ser planta, ser rosa, nau vistosa// De que importa, se aguarda sem defesa// Penha a nau, ferro a planta, tarde a rosa?”.

Poucos souberam, como Gregório, falar tão bem da brevidade de nossa existência; de como a beleza é efêmera.

Mas se a beleza é fugaz, o que é fundamental? O que poderia ser mais longevo?

Arrisco a dizer que seja o conhecimento. A erudição impressiona.

Nesse sentido, destaco o discurso de Roberto Batochio, advogado do ex-presidente Lula na última sessão (22/03) do STF.

Poucas vezes, o Supremo elogiou tanto um advogado. Alguém da Corte chegou a confundi-lo como um dos seus.

E nada foi sem motivo. Batochio defendia o surreal: um habeas corpus de um habeas corpus de outra corte suprema, o STJ. Ainda que provisoriamente, saiu vitorioso com uma liminar favorável ao réu que defendia.

Mas o que Batochio fez de impressionante?

Apresentou-se de forma erudita.

Pela organização e exposição de seu discurso (disponível na internet), é possível inferir que ele conhece o também setecentista Padre Antônio Vieira, que –principalmente no “Sermão da Sexagésima” – oferece armas infalíveis a juristas estudiosos.

Na essência, Batochio partiu de um exemplo hodierno: a prisão de Sarkozy, duas vezes presidente da França.

Pronto. Estava montada a sua peça de defesa. Dali, voou a páginas da história, tendo como centralidade a arte da filosofia dos iluministas franceses.

Partindo dessa apropriação, que lhe serviu como Autoridade Discursiva, condenou o “autoritarismo do judiciário no mundo inteiro”, destacando a França e a Itália como exemplos nefastos.

Para fechar o argumento de seu prólogo, citara o abolicionista José Bonifácio, para quem “a liberdade e os princípios libertários são uma coisa que não se perde se não com a vida...”.

Na sequência, voltou à França, e lembrou de Chrétien de Malesherbes, advogado de Luiz XVI no julgamento que o conduzia à bastilha e à guilhotina. Aqui, obviamente, Batochio forçara a barra, distorcendo fatos a favor de seu cliente, um réu por crime comum.

Nesse momento de seu discurso, a citação, em francês, de Malesherbes, fez o público babar:

Trago à convenção a verdade e a minha cabeça. Poderão dispor da segunda, mas só depois de ouvir a primeira”.

Depois disso, foi ao clímax de seu discurso, articulando essa citação com tópicos da Constituição/88, que tratam das garantias de liberdades individuais. Para reforçar, acentuou pontos históricos da Constituinte/87 e da Constituição/88 – contra o autoritarismo.

Ao falar disso, caracterizou o ex-presidente como um réu político, e não réu por crime comum. Para tanto, falou na volúpia de encarcerarem Lula. Mais: não perdeu a chance de condenar o STF porque estaria legislando, o que não seria constitucionalmente pertinente.

No epílogo, voltou a citar exemplos franceses sobre “mirabolâncias exegéticas”; e perguntou: “por que essa volúpia em encarcerar?”.

Pois bem. Seja qual for o desfecho do STF, Batochio expôs a importância da boa formação acadêmica, que pressupõe amplo conhecimento para as articulações necessárias na construção dos discursos, que podem mudar rumos.

Um bom discurso é capaz de transformar água em vinho. 

Sexta, 17 Março 2017 08:59

 

O tema deste primeiro encontro será "Mulheres, opressão pelo viés de classe na perspectiva revolucionária".

 

Nos dias 25 e 26 de março, em Fortaleza (CE), o ANDES-SN realizará o primeiro encontro, de uma série de quatro, do Curso Nacional de Formação Política e Sindical, que tem como tema central: “Movimentos Sociais: exploração, opressão e revolução. O curso atende à resolução do 36° Congresso do Sindicato Nacional, ocorrido em janeiro deste ano em Cuiabá (MT) e está sendo organizado pelo Grupo de Trabalho de Política de Formação Sindical (GTPFS) do ANDES-SN.

 

Cada encontro abordará uma temática diferente, sendo "Mulheres, opressão pelo viés de classe na perspectiva revolucionária" o eixo do primeiro espaço de formação, que acontece na Universidade Estadual do Ceará (Uece). Nos últimos anos, o ANDES-SN tem realizado diferentes cursos de formação sindical para municiar a luta cotidiana dos docentes.

 

“Devido a avaliação positiva dos encontros de formação política e sindical do ano passado, aprovamos no 36° Congresso, realizado neste ano, a continuidade ao curso, na perspectiva de aprofundamento dos temas, divididos novamente em 4 módulos. Neste primeiro encontro, debateremos sobre a questão das mulheres, fazendo o recorte do feminismo classista e essa perspectiva da Revolução Russa. Para o segundo encontro, o debate será em torno da pauta indígena e todo o enfrentamento que as populações tradicionais têm travado na defesa de seus territórios”, explicou Andréa Solimões, 1° vice-presidente da Regional Norte II e uma das coordenadores do GTPFS do ANDES-SN. “Estamos avançando, e esse curso nos instrumentalizará para os enfrentamentos postos”, completou.

 

Inscrições

 

O Sindicato Nacional disponibilizou 50 vagas para as seções sindicais do ANDES-SN, que terão até às 14h, do dia 17 de março para indicar os docentes interessados em participar do encontro, através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., com o nome completo, e-mail e telefone de contato do indicado. É necessário colocar no assunto do e-mail “Curso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN”. Cada seção sindical terá direito a uma indicação, e o preenchimento das vagas será definido a partir da ordem cronológica dos pedidos. As que desejarem enviar mais de um participante deverão informar tal demanda no pedido de inscrição do seu representante. A confirmação dessas inscrições dependerá da existência de vagas remanescentes.

 

Para mais informações, confira a circulares 042/17 e a 061/17.

 

Serviço

 

Curso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN

 

Tema: Mulheres, opressão pelo viés de classe na perspectiva revolucionária

 

Data: 25 e 26 de março de 2017

 

Horário: de 9h às 12h e de 14 às 18h

 

Local: Centro de Humanas da Universidade Estadual do Ceará (Uece)

 

Endereço: Av. Luciano Carneiro 345, Campus de Fátima, Fortaleza (CE)

 

 Fonte: ANDES-SN

 

Quarta, 27 Abril 2016 15:41

 

Circular Nº 115/16

Brasília (DF), 27 de abril de 2016

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

 

Companheiros(as)

 

O 35o Congresso do ANDES-SN deliberou realizar um “Curso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN, com Encontros de Formação Política (em diferentes secretarias regionais), organizados de acordo aos eixos de interesse da classe trabalhadora e do mundo do trabalho”. Assim sendo, estamos convocando o 2º Encontro de Formação com o eixo 2Formação econômico-político e social do Brasil e da América Latina, para os dias 4 e 5 de junho, em Porto Alegre (RS).

Informamos que estarão disponíveis, para esse 2º Encontro, 50 (cinquenta) vagas para os sindicalizados indicados pelas suas respectivas seções sindicais, as quais ficarão responsáveis pelas despesas (descolamento, hospedagem e alimentação) dos indicados. Cada Seção Sindical terá direito a uma indicação e o preenchimento das vagas será definido a partir da ordem cronológica dos pedidos.

As indicações de cada seção sindical deverão ser encaminhadas até o dia 20 de maio de 2016 para o email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.,com o nome completo, email e telefone de contato do indicado. Colocar no assunto do email: 2º Encontro doCurso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN.

As seções sindicais que desejarem enviar mais de um participante deverão informar tal demanda no pedido de inscrição do seu representante. A confirmação dessas inscrições dependerá da existência de vagas remanescentes.

Sem mais para o momento, aproveitamos a oportunidade para renovar nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

 

Prof. Francisco Jacob Paiva da Silva

1º Secretário

 

 

2ª Etapa: Formação econômico-político e social do Brasil e da América Latina

 

Coordenação geral: Mauro Iasi

Data do encontro: 4 e 5 de junho de 2016

Local: Porto Alegre (RS)

 

Programa

1)    Metabolismo social, modo de produção e formação econômico-social

2)    Bloco histórico: base e superstrutura

3)    Colonização, independência e constituição do estado nacional.

a)    Oligarquia liberal

b)    Populismo: bonapartismo e cesarismo

c)    Autocracia e fascismo

4)    Intérpretes do Brasil

a)    diagnóstico liberal sobre nossos problemas, ontem e hoje, e o mercado como solução para o país: Raymundo Faoro

b)    diagnóstico dualista e etapista e o estado desenvolvimentista como saída: ISEB, CEPAL, PCB pré-64; Nelson Werneck Sodré, Celso Furtado

c)    a modernização conservadora e a questão da “via prussiana” no Brasil: Carlos Nelson Coutinho

d)    críticas ao dualismo e etapismo: Caio Prado Junior e Florestan Fernandes

5)    Projeto Democrático Popular

6)    Imperialismo e Estado Nacional

 

Bibliografia

  1. Básica

Coutinho, C. N. Cultura e sociedade no Brasil. Ensaios sobre ideias e formas

Faoro, Raymundo. Os donos do poder

Gramsci, A. Cadernos do cárcere. Tomo 5. Caderno No. 13 (Notas breves sobre a política de Maquiavel)

Ianni, O. A formação do estado populista na América Latina

Lenin, V. O imperialismo, fase superior do capitalismo

Marx, K. Contribuição á critica da economia_politica

Marx, C. O 18 Brumário de Luís Bonaparte

Oliveira, Francisco de. A economia brasileira: Critica a razão dualista

Trotsky, L. Bonapartismo, Fascismo e Guerra

 

 

  1. Complementar

Coutinho, C. N. A democracia como valor universal

Demier, F. A. O longo bonapartismo brasileiro (1930-1964): autonomização relativa do Estado, populismo, historiografia e movimento operário

Fernandes, F. A revolução burguesa no Brasil

Fontes, V. O Brasil e o capital-imperialismo

Furtado, C. Formação econômica do Brasil

Limoeiro-Cardoso, Miriam. Capitalismo Dependente, Autocracia Burguesa e Revolução Social em Florestan Fernandes

Lowy, Michael. A teoria do desenvolvimento desigual e combinado

Marini, Ruy Mauro. Subdesarrollo y revolución

Martins, Caio et al. A “estratégia democrática e popular” e um inventário da esquerda revolucionária

Oliveira, F. de. O Ornitorrinco

Prado Jr, C. Formação do Brasil contemporâneo

Santos, Theotônio dos. A teoria da dependência. Balanço e perspectivas

Sodré, Nelson Werneck. Desenvolvimento brasileiro e luta pela cultura nacional

 

 

 

Quinta, 07 Abril 2016 10:29

 


 

Nos dias 23 e 24 de abril, o Sindicato Nacional, através do Grupo de Trabalho de Política de Formação Sindical (GTPFS), realizará o primeiro encontro do ano, de uma série de quatro, do Curso Nacional de formação política e sindical. Cada encontro abordará uma temática diferente, sendo “Os fundamentos da sociedade capitalista, mundo do trabalho hoje e organização sindical” o eixo do primeiro espaço de formação, que acontece na Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe), em Recife (PE). Nos últimos dois anos, o ANDES-SN ofertou diferentes cursos de formação sindical para municiar a luta cotidiana de seus sindicalizados.

“A realização desse curso nacional retoma a tradição do ANDES-SN em realizar espaços que se preocupam com a formação de seus militantes. Queremos contribuir para que os sindicalizados possam ter uma reflexão crítica sobre sua prática, ou seja, a prática da luta dos docentes em torno de suas reivindicações mais imediatas e também das mais históricas. Além disso, queremos emancipar os docentes para que esses possam desenvolver a capacidade de análise e de reflexão crítica em torno da sua atuação sindical. E para isso o militante precisa de um embasamento teórico, que é justamente o que o curso pretende subsidiar”, aponta Luis Eduardo Acosta, membro do GTPFS do ANDES-SN e 1º vice-presidente da Regional do Rio de Janeiro.

O docente também afirma que o objetivo do Sindicato Nacional é que, após a realização do curso, cada militante possa se tornar um multiplicador desse tipo de formação, ajudando na ampliação da estrutura de militantes do ANDES-SN na luta em torno da defesa da Educação Pública.

Os fundamentos da sociedade capitalista, mundo do trabalho hoje e organização sindical

De acordo com Acosta, a análise acerca da teoria do valor, dos fundamentos da nossa sociedade a partir da mercadoria e a reflexão acerca da forma contemporânea do capital são temas que cercearão o eixo do primeiro encontro. “Discutiremos também como hoje o capitalismo organiza o trabalho e como, nós, trabalhadores, podemos nos organizar para resistir e lutar contra a exploração do trabalho dentro da sociedade capitalista”, diz.

Próximos encontros

A realização desse primeiro espaço de formação política e sindical é um encaminhamento do 35º Congresso do ANDES-SN, que deliberou realizar um “Curso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN”, com encontros organizados por diferentes secretarias regionais, de acordo com eixos de interesse da classe trabalhadora e do mundo do trabalho. “Cada encontro está sendo realizado por uma regional do Sindicato Nacional abordando diferentes aspectos da realidade social. O segundo eixo será formação econômica social do Brasil e da América Latina, o terceiro sobre a história dos movimentos sociais, sindicatos e luta de classes, e o último sobre educação, universidade e movimento docente”, explica o docente.

Confira a programação e a bibliografia do 1º encontro do Curso Nacional de Formação Política e Sindical e as circulares que apontam informações sobre essa primeira etapa:

Circular 083/2016: divulga o local da realização do 1º encontro do Curso Nacional de Formação Política e Sindical;
Circular 052/2016: convoca os sindicalizados para a participar do 1º encontro do Curso Nacional de Formação Política e encaminha a programação e a bibliografia da primeira etapa

Serviço

1º encontro de curso de formação política e sindical do ANDES-SN - “Os fundamentos da sociedade capitalista, mundo do trabalho hoje e organização sindical”

Local do evento: Auditório Prof. Paulo Rosas, sede da ADUFEPE Seção Sindical

Endereço: Av. dos Economistas, s/n, Campus Universitário da UFPE, Cidade Universitária, Recife/PE, Cep: 50740-590, fone (81) 3036 2250/ 2255

Horário: início às 9h do dia 23.

Término previsto para as 18h do dia 24 de abril.

 

Fonte: ANDES-SN

 

Sexta, 01 Abril 2016 18:09

 

 

Circular nº 073/16

Brasília, 1º de abril de 2016

 

 

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

 

 

Companheiros(as)

 

 

 

Em complementação à Circular nº 052/16 que convocou o 1º Encontro de Formação com o eixo I“Fundamentos da sociedade capitalista, mundo do trabalho hoje e organização sindical, para os dias 23 e 24 de abril, em Recife-PE (Regional Nordeste II), estamos confirmando todas as inscrições recebidas até o dia 31 de março do corrente ano.

 

Considerando que recebemos 20 (vinte) inscrições, estamos disponibilizando para as seções sindicais o restante das vagas 30 (trinta), que podem ser preenchidas até o dia 10 de abril, seguindo os mesmos critérios estabelecidos na Circular nº 52 “Cada Seção Sindical terá direito a uma indicação e o preenchimento das vagas será definido a partir da ordem cronológica dos pedidos”.

 

Posteriormente enviaremos as opções de hospedagem em Recife/PE.

 

Sem mais para o momento, aproveitamos a oportunidade para renovar nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

 

 

Prof. Amauri Fragoso de Medeiros

1º Tesoureiro

 

Sexta, 18 Março 2016 18:34

 

 

Circular nº 052/16

Brasília, 18 de março de 2016

 

 

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

 

 

Companheiros (as)

 

O 35o Congresso do ANDES-SN deliberou realizar um “Curso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN, com Encontros de Formação Política (em diferentes secretarias regionais), organizados de acordo aos eixos de interesse da classe trabalhadora e do mundo do trabalho”. Assim sendo, estamos convocando o 1º Encontro de Formação com o eixo I “Fundamentos da sociedade capitalista, mundo do trabalho hoje e organização sindical, para os dias 23 e 24 de abril, em Recife-PE (Regional Nordeste II).

Informamos que estarão disponíveis, para esse 1º Encontro, 50 (cinquenta) vagas para os sindicalizados indicados pelas suas respectivas seções sindicais, as quais ficarão responsáveis pelas despesas (descolamento, hospedagem e alimentação) dos indicados. Cada Seção Sindical terá direito a uma indicação e o preenchimento das vagas será definido a partir da ordem cronológica dos pedidos.

As indicações de cada seção sindical deverão ser encaminhadas até o dia 31 de março para o email:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., com o nome completo, email e telefone de contato do indicado. Colocar no assunto do email: 1º Encontro doCurso Nacional de Formação Política e Sindical do ANDES-SN.

As seções sindicais que desejarem enviar mais de um participante deverão informar tal demanda no pedido de inscrição do seu representante. A confirmação dessas inscrições dependerá da existência de vagas remanescentes.

Sem mais para o momento, aproveitamos a oportunidade para renovar nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

Prof. Amauri Fragoso de Medeiros

1º Tesoureiro

 

 

Curso nacional de formação política e sindical do ANDES-SN

 

1ª etapa: Fundamentos da sociedade capitalista, mundo do trabalho hoje e organização sindical

 

Coordenação geral: A definir

Coordenação local: A definir

Data do encontro: 23 e 24 abril de 2016

Local: Recife

 

Programa

1)    Mercadoria e teoria do valor-trabalho

a)    Fetichismo da mercadoria

2)    Troca e Dinheiro

3)    Capital: trabalho e exploração

a)    Mais-valia absoluta e relativa

b)    Concentração e centralização do capital

c)    Lei geral da acumulação do capital

4)    Crédito, capital portador de juros e capital fictício

a)    Dívida pública

5)    Crise e ciclos econômicos

6)    Organização do trabalho e organização político-sindical dos trabalhadores

a)    Taylorismo, fordismo e pós fordismo

b)    Direitos trabalhistas e precarizado

7)    Neoliberalismo

8)    Alienação e reificação

 

Bibliografia

  1. Básica

Callinicos, A. Introdução ao Capital de Karl Marx

Carcanholo, R. A. Elementos básicos da teoria marxista do valor

Harvey, D. Para entender o Capital

Mandel, E. Introdución a la economia marxista

Marx, C. O Capital. Vol. I.

Netto, J. P. & Braz, M. Economia política. Uma introdução crítica

  1. Complementar

Althusser, Louis. Guia para leer El Capital

Antunes, R. Adeus ao trabalho?

Harvey, D. O enigma do capital

Kurz, R. Os últimos combates

Lukacs, G, Alienação. Para uma Ontologia do Ser social

Luxemburg, Rosa. A acumulação do capital

Mandel, E. A formação do pensamento econômico de Karl Marx

Negri, A. Marx, más allá de Marx. Nueve lecciones sobre Os Grundrisse

Netto, J. P. Capitalismo e reificação

Postone. M. Repensando a crítica de Marx ao capitalismo

 

Fátima