Segunda, 18 Abril 2016 17:11

 

O dia 19 de abril é mais um dia de luta dos povos oprimidos no Brasil. O chamado Dia do Índio marca a data em que foi realizado o I Congresso Interamericano dos Povos Indígenas, no México, em 1940, e representa mais do que um momento de troca cultural; é uma data que tem, antes de tudo, o objetivo de pautar as demandas políticas das comunidades indígenas.

 

Nesse período, atividades por todo o Brasil tratam dessa parte imprescindível da nossa história, durante as semanas dos povos indígenas.   

 

Na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus de Cuiabá, os dias 25 e 26/04 serão dedicados a esse debate. Organizados por entidades ligadas a movimentos sociais e indígenas de Mato Grosso e pelos estudantes indígenas da universidade, os dois dias terão atividades como café da manhã temático, mesas de diálogo e um sarau com diversas artes dos povos da região, como os Manoki, Bororo, Chiquitano, Canela, Tapirapé, Rikbaktsa, entre outros.

 

Uma das preocupações do evento é demonstrar a importância do Museu Rondon da UFMT, fechado para reforma há mais de três anos. Com um dos acervos mais ricos do país e fundamental para a formação de diversos estudantes, ainda não há previsão de conclusão das obras.   

 

O presidente da Associação Brasileira de Antropologia, Antônio Carlos de Souza Lima (Museu Nacional/UFRJ) também fará parte da programação. Na noite do dia 25/04, no auditório da Adufmat-Ssind, o professor ministrará palestra com o tema "O Estado brasileiro e os povos indígenas”.

 

Confira abaixo a programação na íntegra:

 

PROGRAMAÇÃO

25/04:

8h - Café da manhã temático com lideranças indígenas e autoridades - Museu Rondon da UFMT.


19h - Debate com o tema "O Estado brasileiro e os povos indígenas”, que será provocado pelo presidente da Associação Brasileira de Antropologia, Antônio Carlos de Souza Lima (MN/UFRJ) - Auditório da Adufmat-Ssind.



26/04:

14h - Debate com o tema "Estudante indígena do ensino superior e Movimento Indígena", orientado pelo bacharel em Direito e mestrando em Antropologia da UFMT Adriano Boro Makuda - Auditório da Adufmat-Ssind.


19h - Sarau Indígena, a partir das 19h, na sede da Adufmat-Ssind.

 

Sexta, 15 Abril 2016 17:54

 

O dia 30 de abril é o prazo final para a submissão de artigos que irão compor a próxima edição da Revista Universidade & Sociedade, que tem como tema central “Mulheres em movimento nas lutas sociais e sindicais”. Os docentes e demais profissionais interessados em publicar artigos na Revista devem enviar seus textos para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., obedecendo ao prazo, ao objetivo e à normatização estabelecida pela comissão editorial.

 

A Revista Universidade e Sociedade é uma publicação semestral, cujo intuito é fomentar as pesquisas, debates e experiências no âmbito da pesquisa acadêmica oriundas das experiências sindicais e sociais acerca de temas de relevância para as lutas empreendidas pelos docentes em busca de uma universidade pública, gratuita e de qualidade, em âmbito nacional.

 

De acordo com Antônio José Vale da Costa, 1º vice-presidente da Regional Norte I do ANDES-SN e membro da Editoria Executiva desta edição, a definição da temática foi embasada na “avaliação da diretoria do ANDES-SN de que esse era um momento importante para ressaltar a luta das mulheres nos últimos anos. Dessa forma, os artigos devem expressar a atual conjuntura de ataques aos direitos das mulheres e a luta feminista pela garantia desses direitos, tanto nas diversas esferas sociais quanto no âmbito sindical. Pautas acerca da desigualdade de gênero e discriminação racial são algumas temáticas que serão abordadas”, conta.

 

A Revista será lançada no 61º Conad do Sindicato Nacional, que será realizado em Boa Vista (RR), em junho de 2016. Acerca do foco dos artigos a serem enviados para compor a Revista, a diretoria do ANDES-SN aponta, na circular nº 19 (abaixo), que os textos devem refletir “os ataques constantes que têm sido perpetrados no âmbito social, político e cultural contra os direitos das mulheres brasileiras, os processos sociais de luta por direitos das mulheres, nos movimentos sociais e sindicais, tais como mulheres indígenas, quilombolas, educadoras, etc. e suas lutas cotidianas pela sobrevivência e contra todas as formas de opressão e violência”.

 

Confira os objetivos e a normatização dos artigos a serem enviados para a 58ª edição da Revista Universidade & Sociedade.

 

Circulares:

Circular nº 088/16 – solicita aos jornalistas das seções sindicais o envio de fotos de seus acervo sobre a temática da Revista a fim de compor o ensaio fotográfico desta edição;

Circular nº 071/16 – aponta o prazo do dia 30 de abril com o final para o envio de artigos para compor a Revista;

Circular nº 19/2016 – encaminha a temática da 58ª edição da Revista Universidade & Sociedade.

 

Fonte: ANDES-SN

 

Sexta, 15 Abril 2016 17:42

 

A diretoria do ANDES-SN convocou, através da circular 075/2016, o 61º Conad, que acontecerá entre os dias 30 de junho e 3 de julho na cidade de Boa Vista, Roraima. O encontro terá como tema central: Defesa dos direitos sociais, da educação e serviços públicos.

As contribuições ao Caderno de Textos do 61º Conad poderão ser enviadas por correio eletrônico até o dia 20 de maio. Os textos que chegarem após essa data e até 16 de junho integrarão o Anexo ao Caderno.

Conforme deliberação do 59o Conad, a apresentação de textos referentes ao Tema I – Movimento Docente e Conjuntura: avaliação da atuação do ANDES-SN frente às ações estabelecidas no 35º Congresso – somente será admitida no Caderno de Textos principal, cujo prazo de envio é até o dia 20 de maio. Informações sobre os temas e formatos para os textos podem ser encontradas na circular de convocação.

O credenciamento prévio será feito entre os dias 1 e 28 de junho, através do envio, por correio eletrônico, da documentação regimental para inscrição de delegado e observadores e observadores suplentes do delegado. O credenciamento durante o evento acontecerá no dia 30 de junho, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Confira aqui todas as informações.

Boa Vista
A capital de Roraima foi escolhida para sediar o 61º Conad do ANDES-SN durante a 60ª edição do encontro, que aconteceu em Vitória (ES), em 2015.  “Foi a participação em um Conad que me trouxe para essa luta e hoje estamos oferecendo a nossa casa para sediar a próxima edição do Conad do ANDES-SN. É com muita emoção que eu estou aqui hoje. Com certeza, a realização desse encontro em Boa Vista vai contribuir para o trabalho que nós implementamos na nossa gestão, de fortalecimento da luta na nossa base”,  declarou a presidente da Seção Sindical da Universidade Federal de Roraima (Sesduf-RR – SSind), Sandra Buenafuente, durante a plenária que deliberou sobre o local do encontro.

Universidade e Sociedade
58ª edição da revista Universidade e Sociedade, publicação semestral do ANDES-SN, será lançada durante o 61º Conad. A revista terá como tema central “Mulheres em movimento nas lutas sociais e sindicais”. Os docentes e demais profissionais interessados em enviar artigos para publicação podem fazê-lo através do endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., até o dia 30 de abril, obedecendo ao prazo, ao objetivo e à normatização estabelecida pela comissão editorial.

 

Fonte: ANDES-SN

 

Sexta, 15 Abril 2016 17:35

 

Nos próximos 21, 22 e 23 de abril será realizada a XIX Plenária Nacional do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), no Espaço Anhanguera Eventos, em Perus, na Zona Norte da cidade de São Paulo. A plenária é o espaço máximo de deliberação das entidades e comitês filiados ao Fórum, no qual o ANDES-SN faz parte. Nesta edição, além das discussões sobre conjuntura, estratégia e elaboração de um plano de ação, será realizada a eleição da Coordenação Executiva e o Conselho Deliberativo da associação para o biênio 2016-2018.

 

Liliane Machado, 2ª vice-presidente da Regional Planalto e uma das coordenadoras do Grupo de Trabalho de Comunicação e Artes (GTCA) do ANDES-SN, afirma que a programação da plenária, neste ano, irá abranger toda a conjuntura sócio-política vivida no país recentemente, a participação da mídia neste contexto e os impactos desta cobertura midiática na sociedade. “Essa análise de conjuntura vem a calhar e, mais do que nunca, teremos a possiblidade de fazer uma análise de como as grandes mídias impactam na tentativa de construção de fatos políticos e de como elas não são imparciais, neutras e objetivas, como costumam se classificar”, disse.

 

A diretora do ANDES-SN reforça a Circular n° 76, publicada pelo Sindicato Nacional no início do mês, que chama a atenção para a importância da participação das seções sindicais do ANDES-SN no evento. Assim como a necessidade do recadastramento das seções sindicais filiadas ao FNDC. “O Fórum é um espaço muito importante que congrega diversas associações, entidades sindicais e civis organizadas que lutam pelo direito a comunicação e sabem o valor das mídias. Por isso, se faz necessário à participação dos docentes nestes espaços para ajudar a construir, do lado das demais entidades, a democratização das mídias no Brasil para de fato se ter uma real democracia no país”, concluiu.

 

No 35° Congresso do ANDES-SN, realizado em janeiro deste ano, os docentes deliberaram por ampliar e intensificar a participação e o intercâmbio das seções sindicais na luta pela ampliação da democratização da comunicação no país, tanto no âmbito nacional como local, em parceria com movimentos, fóruns, professores e grupos de pesquisa que atuam nessa temática, como o FNDC.

 

Confira a Programação:

  

Quinta-feira (21)

 

10h – Início do Credenciamento

 

14h – Instalação da XIX Plenária Nacional do FNDC e aprovação do regimento interno da Plenária e eleição da Comissão Eleitoral

 

15h – Conferência de Conjuntura

 

16h – Debate e aprovação do documento (tese-guia) sobre conjuntura

 

17h30 – Intervalo

 

18h – Ato político

 

20h – Jantar

 

Sexta-feira (22)

 

8h30 – Reinício do Credenciamento

 

9h00 – Debate e aprovação do documento (tese-guia) de balanço

 

12h – Almoço

 

14h – Mesa de debate sobre políticas locais de comunicação

 

16h30 – Espaço de diálogo e troca de experiência entre os Comitês Regionais

 

19h – Conclusão dos trabalhos do dia e término do credenciamento

 

21h – Noite cultural

 

Sábado (23)

 

9h00 – Debate sobre o documento de Estratégia e Plano de Ação

 

12h – Almoço

 

14h – Continuação do debate e aprovação do documento de Estratégia e Plano de Ação

 

16h – Aprovação de moções

 

16h30 – Eleição da Coordenação Executiva e do Conselho Deliberativo

 

18h – Encerramento

 

 Fonte: ANDES-SN

 

Sexta, 15 Abril 2016 17:29

 

O ANDES-SN divulgou, na última sexta (8), uma moção em apoio ao Movimento Nacional de Luta Antimanicomial que luta em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Reforma Psiquiátrica Brasileira. Militantes do movimento antimanicomial - trabalhadores em saúde mental, usuários dos serviços e familiares, ocupam uma sala da coordenação-geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, desde o dia 15 de dezembro de 2015, em protesto a indicação e nomeação do médico Valencius Wurch Duarte Filho para o cargo de Coordenador Geral de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas. 

 

O médico é ex-diretor da Casa de Saúde Doutor Eiras, Paracambi, localizado na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro, fechado por ordem judicial em 2012, após denúncias sobre violações dos Direitos Humanos e das condições subumanas a que os pacientes eram submetidos. Na tarde desta sexta-feira (15) a Polícia Federal está realizando um processo de reintegração de posse na ocupação.

 

Walcyr de Oliveira Barros, 3º tesoureiro do ANDES-SN e um dos coordenadores do Grupo de Trabalho de Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria Sindicato Nacional (GTSSA) do Sindicato Nacional, explica que a moção é em apoio à ocupação e à luta de um movimento que desde os anos de 1970 atua para modificar o cenário da atenção no setor de saúde mental, historicamente usado como um significativo instrumento de lucratividade no mercado da saúde. “Tanto o setor privado de ‘atenção à saúde mental’ quanto as indústrias farmacêuticas vêm lucrando com a ‘loucura’ sistematicamente. Para estes, a loucura passa a ser uma ótima 'matéria prima' para se ganhar dinheiro”, afirma.

 

Para o diretor do ANDES-SN, a nomeação do Valencius, que dirigiu o maior hospício da América Latina, é mais uma prova de que a saúde mental é tratada como mercadoria de alta lucratividade por diversos governos. “Vivemos uma situação de desmonte do serviço público, um processo de privatização e de entrega do fundo público ao espaço financeiro. E a saúde publica e saúde mental, é um mostra disso”, explicou Walcyr, que reafirmou o compromisso do Sindicato Nacional com a defesa da saúde pública, do serviço público e da luta contra qualquer forma de precarização e privatização destes espaços. Ele concluiu ressaltando que, estrategicamente, esse setor vem sendo utilizado para a reprodução desta lógica privatista , através de seu atrelamento ao dispositivo das Organizações Sociais (OS's).

 

 Fonte: ANDES-SN

Sexta, 15 Abril 2016 16:58

 

Convite

Professora Aurelina – Convida

 

Lançamento do meu 1º Livro de Poesias:

 “Bom Dia Cuiabá”.

 

Local: Centro de Eventos do Pantanal

Data: 22 de Abril de 2016

 

Horário das 17 às 19 Horas.

 

 

 

 

Sexta, 15 Abril 2016 16:54

 

 

Circular nº 097/16

Brasília, 15 de abril de 2016

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

 

 

Companheiros,

 

Encaminhamos o Relatório da Reunião Ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, realizada no dia

14 de abril de 2016.

 

Sem mais para o momento, renovamos nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

 

 

Prof. Paulo Marcos Borges Rizzo

Presidente

 

 

 

Relatório da Reunião Ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais – 14.04.2016

 

Hotel Nacional – Brasília/DF, 15 horas

 

Entidades presentes: ANDES-SN, ASFOC-SN, ASSIBGE-SN, CONDSEF, CSP/CONLUTAS, CUT, FASUBRA, FENASPS, SINAL, SINASEFE, SINTBACEN.

 

Compareceram 115 participantes de 11 Entidades.

 

Parlamentar convidado: João Batista Araújo (Babá) – Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro/RJ

 

Pauta:

 

1. Informes das Entidades

2. Avaliação da Conjuntura e do Ato do dia 14.4.16

3. Encaminhamentos

 

 

  1. Informes das Entidades.

 

As entidades presentes prestaram informes relativos à mobilização para barrar o PLP 257/16 nos estados e nacionalmente.

 

  1. Avaliação da Conjuntura e do Ato do dia 14.4.16.

 

O debate concentrou-se na análise das consequências do PLP 257/16 e da necessidade urgente de ampliar a mobilização para enfrenta-lo, o que exige um grande esforço de unificação dos servidores das três esferas: União, estados e municípios e também com outros setores da classe trabalhadora, uma vez que o projeto afetará a todos.

 

 

  1. Encaminhamentos:

 

Durante o debate foram apresentadas várias propostas, que foram consensuais entre as entidades nacionais, uma vez que a reunião não é deliberativa.

 

3.1.        Intensificar o trabalho no Congresso Nacional e junto aos parlamentares nos estados, fazendo um placar com o posicionamento deles.

 

3.2.        Chamar as centrais sindicais para assumirem, na luta contra o PLP 257/16, o chamado às entidades sindicais dos servidores municipais, estaduais e municipais, bem como outros setores dos trabalhadores.

 

 

3.3.        Remarcar noutra data a audiência que seria realizada hoje no Congresso.

 

3.4.        Indicar a organização de novo dia de luta com caravanas para o mês de maio.

 

 

3.5.        Próxima reunião do Fórum será no dia 26.04.2016, às 09h, na sede do ANDES-SN, para tratar da avaliação do momento político e a continuidade da luta contra o PLP 257/16 e demais demandas dos servidores.

 

3.6. Moções.

 

Moção 1. Apoio à luta dos servidores do Rio de Janeiro

 

A reunião ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais realizada em Brasília no dia 14 de abril de 2016 manifesta seu repúdio às ações do Governo do Estado do Rio de Janeiro contra o serviço público e de ataques aos direitos dos servidores daquele estado, que, na prática, antecipam a aplicação das medidas previstas no PLCP 257/2016, e a solidariedade à luta dos servidores, às greves na educação e aos estudantes que ocupam escolas.

 

Moção 2. Repúdio ao assassinato de trabalhadores rurais sem terra.

 

A reunião ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais realizada em Brasília no dia 14 de abril de 2016 manifesta seu repúdio à violência em curso contra os trabalhadores rurais sem terra e aos recentes assassinatos de trabalhadores ocorridos no acampamento Dom Tomás Balduíno, na região de Quedas do Iguaçu, e exige a apuração dos fatos e punição dos responsáveis.

 

Moção 3. Apoio à luta dos quilombolas do Maranhão

 

A reunião ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais realizada em Brasília no dia 14 de abril de 2016 manifesta seu apoio à luta dos quilombolas no Maranhão que ocupam a sede do INCRA para exigir celeridade nos processo de demarcação e titulação das terras quilombolas.

 

Moção 4. Repúdio à repressão ao ato contra o PLP257 em Florianópolis

 A reunião ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais realizada em Brasília no dia 14 de abril de 2016 manifesta seu repúdio à ação policial de repressão ao ato que se realizou hoje em Florianópolis contra o PLC 257/16.

 

 

Relatório elaborado Paulo Rizzo (ANDES-SN)  e a relatoria de Marcelo Vargas (CNESF)

 

 

 

 

Saudações Sindicais

 

Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais

 

 

 

 

 

 

 

Sexta, 15 Abril 2016 16:52

 

Circular nº 096/16

Brasília, 15 de abril de 2016

 

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

 

Companheiros,

 

Encaminhamos, para conhecimento, convite para o Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social,  que será realizado em Brasília (DF), no dia 27 de abril do corrente ano, às 9h, no Auditório Petrônio Portela no Senado Federal.

 

Sem mais para o momento, renovamos nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

Prof. Paulo Marcos Borges Rizzo

Presidente

Sexta, 15 Abril 2016 16:48

 

Circular Nº 094/16

Brasília (DF), 15 de abril de 2016

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

Assunto: Ato Nacional do 1º de Maio em São Paulo

 

Companheiros

O Espaço de Unidade de Ação, do qual participa a CSP-Conlutas, está organizando um 1° de Maio de luta, Dia do Trabalhador, que acontecerá em São Paulo, no Vão do Masp, às 9 horas, com caráter de ato nacional.

O objetivo é levantar a bandeira em defesa dos trabalhadores, no momento em que sofrem tantos golpes dos patrões e do governo. Entre eles, as demissões, a perda de direitos, a precarização da saúde e educação públicas, as privatizações, as terceirizações e precarização do trabalho, a reforma da previdência, que ataca principalmente as mulheres, e a lei antiterrorismo cujo efeito prático é ser anti movimentos sociais. Além disso, será expresso o repudio ao projeto de lei 257/16 que permite congelar os salários dos servidores públicos, cancelar reajustes, suspender concursos, estabelecer programa de demissões (PDV), barrar qualquer aumento para o salário mínimo, vetar a auditoria da dívida pública, entre outras medidas que prejudicam todos os trabalhadores.

Enquanto entidade filiada à CSP-Conlutas, o ANDES-SN está reforçando a convocação deste ato e conclama as seções sindicais a participarem de sua preparação, que passa pela organização das caravanas nos estados, sem prejuízo dos atos que serão realizados em cada cidade.

Sem mais para o momento, aproveitamos a oportunidade para renovar nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

 

Prof. Paulo Marcos Borges Rizzo

Presidente

Sexta, 15 Abril 2016 16:42

 

Circular Nº 095/16

Brasília (DF), 15 de abril de 2016

Às seções sindicais, secretarias regionais e aos diretores do ANDES-SN

Assunto: Convoca a CNM para o período de  25 a 29 de abril de 2016 – Brasília (DF)

Companheiros

Diante do trabalho para barrar o PLC 257/16 e outros projetos  que estão no Congresso Nacional, convocamos a Comissão Nacional de Mobilização - CNM para o período de 25 a 29 de abril de 2016, nas seguintes condições:

1. As seções sindicais indicarão docentes sindicalizados para compor a CNM por meio de correspondência eletrônica dirigida à Secretaria do ANDES SN - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.até às 17h (horário de Brasília) do dia 19 de abril de 2015 (terça-feira).

2. A CNM terá 3 (três) membros (1 por seção sindical) e, caso as indicações superem o número previsto, será composta obedecendo aos critérios aprovados no 32º CONGRESSO do ANDES-SN.

3. Os deslocamentos dos membros da CNM para Brasília deverão ocorrer prevendo a presença na sede do ANDES-SNna 2ª feira, às 9 horas e a saída, na 6ª feira, depois das 17 horas.

4. As despesas de passagens, hospedagens e diárias dos membros da CNM serão cobertas pelo fundo único e seguirão os padrões aplicados aos diretores do ANDES-SN, combinados com os critérios aprovados no 32º CONGRESSO.

5. Os contatos para emissão de passagens e reservas de hospedagens deverão ser efetivados, única e exclusivamente, com a tesouraria do ANDES-SN.

Sem mais para o momento, aproveitamos a oportunidade para renovar nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

 

Prof. Paulo Marcos Borges Rizzo

Presidente