Sexta, 19 Junho 2015 18:17

Professores deliberam novas ações para fortalecer a greve

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Os professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) seguem firmes na greve. Nesta sexta-feira (19/06), os docentes se reuniram em Assembleia Geral para avaliar o Movimento que já dura 22 dias. Para eles, o momento deve ser de união e coesão, em especial porque o governo deu o primeiro passo para um possível diálogo e agendou reunião com o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes – SN) para o próximo dia 23. 

“Em nenhuma outra greve o governo tomou a iniciativa de ouvir o Comando Nacional de Greve, ainda mais num espaço de tempo tão curto, de 20 dias”, disse o professor Roberto Boaventura. 

Durante os Informes sobre o Movimento em âmbitos local e nacional, os professores destacaram a adesão de novas Seções Sindicais. No decorrer da última semana, o quadro evoluiu de 27 para 34. 

Para fortalecer o Movimento, os docentes decidiram ampliar ainda mais a divulgação de suas reivindicações, cujos pontos têm como orientação a defesa da Educação Superior. Dentre eles, condições de trabalho, autonomia universitária, reestruturação da carreira e valorização da categoria - que não tem sequer data base para negociação. Assim como os demais servidores públicos federais, a categoria docente reivindica 27,3% de recomposição salarial.   

Os docentes elegeram delegados e observadores para acompanhar o Comando Nacional de Greve em Brasília, bem como para a reunião ampliada dos servidores federais a ser realizada no dia 28/06, também em Brasília. 

Também foi encaminhado que a próxima Assembleia Geral será realizada na próxima quinta-feira (25/06) às 8h30 para debater exclusivamente a pauta interna.        

 Luana Soutos

Assessoria do Comando Local de Greve

Ler 847 vezes