Sexta, 02 Outubro 2020 16:31

9º Conad extraordinário define eleições do ANDES-SN telepresenciais em novembro

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

O Tema 3 - Questões Organizativas e Financeiras foi discutido durante a quarta-feira (30), no último dia do 9º Conad Extraordinário

 

Os delegados e as delegadas participantes do 9º Conad extraordinário do ANDES-SN definiram que o processo eleitoral para escolha da próxima diretoria do Sindicato Nacional ocorrerá no formato telepresencial, em novembro deste ano, antes das eleições municipais. A deliberação ocorreu durante as plenárias do Tema 3 – Questões Organizativas e Financeiras e de Encerramento, realizadas nessa quarta-feira (30).

De acordo com a metodologia apresentada pela coordenação da plenária, os participantes definiram, inicialmente, em que ano se dará a eleição, com maioria de votos para 2020. Na sequência, discutiram o formato de votação – remota ou presencial – sendo escolhido o formato remoto, uma vez que, conforme avaliado, não é possível realizar eleições presenciais esse ano, devido à pandemia da Covid-19.

Os docentes passaram, então, a discutir o formato da eleição: se virtual – com votação através de link enviado por email para todos os sindicalizados aptos a votar -, ou o chamado de telepresencial – modelo em que o sindicalizado se apresenta, via câmera, em uma sala eleitoral virtual com um documento de identidade e recebe, então, um link com limite de tempo para acesso e registro do voto. As salas virtuais contarão com a presença de fiscais de ambas as chapas.

O segundo método foi definido, pela maioria dos delegados e das delegadas, como o mais apropriado e seguro para a realização das eleições do Sindicato Nacional. Conforme relatos de alguns participantes, modelo telepresencial já foi experimentado por outras entidades sindicais e garante a identificação do eleitor, o sigilo do voto e possibilidade de auditoria do processo.

O fato de integrantes das duas chapas homologadas para o processo de campanha para as eleições do ANDES-SN estarem, eventualmente, participando como candidatos do processo eleitoral nos municípios, para prefeitos e vereadores, também foi uma preocupação levantada nos debates, e levou à votação pela recomposição ou não das chapas. Devido à suspensão do processo eleitoral no Sindicato Nacional, as datas dos pleitos acabaram coincidindo.

A maioria dos delegados e delegadas definiu que não é necessária fazer alterações para recomposição das chapas. A avaliação é que as chapas foram homologadas pela Comissão Eleitoral Central (CEC) do ANDES-SN anteriormente ao início da descompatibilização por conta do processo eleitoral. Foi votado, então, que as pessoas que compõem as chapas não precisam sair das mesmas para participar do processo eleitoral municipal, apenas pedir licença durante o período de campanha.

A plenária aprovou, ainda, um novo calendário eleitoral com a retomada do processo eleitoral e da campanha das chapas, a partir de 1 de outubro até 2 de novembro. O processo eleitoral será realizado na primeira semana de novembro, antes das eleições municipais. As datas de votação ainda serão definidas pela CEC. A posse da diretoria eleita está prevista para dezembro, na Plenária de Abertura do 10º Conad extraordinário.

A campanha será realizada toda de forma virtual e irá incluir debates entre as chapas com ampla divulgação pelo Sindicato Nacional e as seções sindicais. E será garantido aos sindicalizados o acesso ao material de campanha das chapas, de forma virtual e isonômica, através dos meios de contato online que as seções sindicais possuem e também no site do ANDES-SN. Importante ressaltar que será contratada uma empresa especializada para a realização do pleito bem como uma empresa de auditoria para acompanhar o processo.

Questões Financeiras
Também foram aprovadas durante a plenária de encerramento, a prestação de contas da entidade referente ao exercício de 2019, a prestação de contas do 39º Congresso do ANDES-SN e a previsão orçamentária para 2021.

Avaliação
Para Rodrigo Medina, diretor do ANDES-SN que presidiu a mesa dessa plenária, os debates foram muito proveitosos e permitiram uma construção coletiva de como se dará o processo eleitoral para a nova diretoria do Sindicato Nacional.

“Considero positivas e mais do que necessárias as deliberações que foram tomadas na Plenária do Tema 3, sobretudo aquelas que nos possibilitam recolocar o ANDES-SN frente às mudanças conjunturais das últimas semanas, principalmente aquelas que foram interrompidos com o advento da crise sanitária. O ANDES-SN é um sindicato que, historicamente, elabora as linhas da sua atuação a partir da base, a partir de um princípio democrático e é daí que provém a sua legitimidade. Por este motivo, consideramos um ganho a realização das eleições ainda este ano, uma vez que a atual diretoria já teve seu mandato prorrogado e não seria legitimo prorrogar a sua duração ainda mais’’, pontua.

Além de Medina, compuseram a coordenação da plenária o diretor Maurício Alves da Silva e as diretoras Kátia Valina e Cristine Hirsch, como vice-presidente, 1ª e 2ª secretárias, respectivamente.

Leia também:

Plano de Luta dos Setores é atualizado no 9º Conad Extraordinário do ANDES-SN

Plenária sobre Movimento Docente e Conjuntura abre os debates do 9º Conad extraordinário

9º Conad Extraordinário do ANDES-SN começa nesta segunda, 28

 

Fonte: ANDES-SN

Ler 33 vezes Última modificação em Sexta, 02 Outubro 2020 16:38