Segunda, 31 Agosto 2015 15:15

Com pontos cortados, servidores federais ocupam sala de videoconferência e interrompem reunião nacional

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

 

Em ato unificado, realizado nessa segunda-feira (31/08), servidores do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) ocuparam a sala de reuniões da sede do INSS em Cuiabá, em que o gerente executivo substituto do INSS em Mato Grosso, Onildo Silva, participava de videoconferência com gestores nacionais do INSS.

 

O ato foi “transmitido” ao vivo, para todos os gestores. No entanto, o áudio foi imediatamente desligado pelo gerente, que escutou por diversas vezes as palavras de ordem dos servidores dizendo que os cortes os motivam a permanecer em greve. Irritado, Silva desligou o equipamento de videoconferência e saiu da sala.    

 

Os servidores organizaram o ato unificado em solidariedade aos trabalhadores em greve da Previdência, os únicos do serviço público federal que tiveram os pontos cortados. Eles analisam que o corte dos pontos do INSS é um ataque a todos os trabalhadores.

 

Em outros estados do país, como São Paulo, servidores com cargos de chefia entregaram seus cargos, reconhecendo que a greve é um direito constitucional, além de necessária, devido à precarização a que o sistema vem sendo submetido.

 

Também participaram do ato estudantes e técnicos da UFMT, além de membros da Intersindical.  

  

 Clique aqui para assistir o vídeo.

 

Para terça-feira, 01/09, os servidores organizam novas atividades para marcar o “dia do não recebimento”.

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa do Comando Local de Greve da Adufmat-Ssind   

Ler 729 vezes Última modificação em Segunda, 31 Agosto 2015 18:31