Quarta, 10 Abril 2019 14:30

“Luto pela Universidade Pública!” assume a Associação dos Docentes da UFMT pelos próximos dois anos Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Votar)

 

Em assembleia geral realizada na tarde dessa terça-feira, 09/04, a direção da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso – Seção Sindical do ANDES-SN (Adufmat-Ssind) foi entregue à gestão Luto Pela Universidade Pública!, eleita no último dia 20 para coordenar as atividades do sindicato pelos próximos dois anos.

 

Formada por nove docentes de áreas diversas (clique aqui para conhecer a nova diretoria), o principal objetivo do grupo é fortalecer a unidade da categoria, realizando trabalho de base e aproximando os professores do sindicato. “Nesse momento tão adverso, nós precisamos construir resistência juntos. E não adianta só o esforço da diretoria, nós temos de existir juntos. Separados seremos facilmente esmagados”, disse a coordenadora de Imprensa eleita, Lélica Lacerda.

 

A diretora geral adjunta, Quellen Barcelos, falou, emocionada, que está aprendendo a exercer a docência ao mesmo tempo em que conhece os espaços de luta. “Eu quero exercer a docência da melhor forma possível, e o sindicato me faz acreditar que é possível ser feliz no trabalho, em cada pesquisa realizada, a cada aula ministrada. E, para os meus colegas do campus de Sinop, quero dizer que nada disso terá sentido se vocês não estiverem comigo”, afirmou.

 

Os representantes eleitos no campus de Araguaia, que estiveram presentes na posse, em Cuiabá, saudaram a todos e compartilharam um pouco das dificuldades locais. “Não foi fácil construir a chapa, mas nós assumimos um compromisso de honra para não deixar a subseção do Araguaia fechar”, disse a docente Graziele Pena, ao lado do professor Eliel Ferreira. O professor Frederico Guirra, também eleito para representar os docentes do Araguaia, não pode participar da cerimônia.  

 

Por vídeo conferência, os representantes eleitos em Sinop também se apresentaram e reafirmaram a parceria com a nova gestão com o propósito de fortalecer o sindicato. Participaram da transmissão ao vivo os docentes eleitos Gerdine Sanson, Gustavo Canale, Arlindo Machado Neto e Fábio Borges.   

 

Diante da categoria e de representantes de entidades próximas, como Sindicato dos Trabalhadores Técnicos Administrativos da UFMT (Sintuf/MT), Fórum Mato-grossense de Maio Ambiente e Desenvolvimento (Formad), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), Centro Burnier Fé e Justiça, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Levante Popular da Juventude, Consulta Popular, além de professores da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e representantes do Movimento Estudantil, os novos coordenadores ressaltaram a importância histórica da Adufmat-Ssind e da necessária solidariedade entre os trabalhadores na atual conjuntura.    

 

Sentido

 

O primeiro discurso do coordenador geral da Adufmat-Ssind, Aldi Nestor, emocionou a todos. De forma simples e profundamente humana, o professor falou sobre a importância do sindicato e os sentidos da luta dos trabalhadores e da própria universidade.

 

O relato pessoal, quase em formato de conto, mais do que falar, provocou algo raro numa sociedade praticamente atônita: o exercício do sentir; do sentido. “Nosso trabalho precisa ser feito de outra forma, a gente precisa existir!”, afirmou o docente, aplaudido de pé ao final.

 

Clique na imagem abaixo para assistir o discurso na íntegra:

 

 

 

 Prestação de Contas

Como a assembleia dessa terça-feira foi a última coordenada pela gestão “Adufmat de Luta, Autônoma e Democrática”, os diretores apresentaram um extenso relatório das atividades desenvolvidas ao longo dos últimos dois anos.

 

O Jornal da Adufmat-Ssind de Abril de 2019 traz um pouco dos dados políticos apresentados, e os dados financeiros também estão disponíveis na página da sindicato, no menu Comunicação/Prestação de Contas (clique aqui).

 

Resolução 158

 

Os professores incluíram na pauta, no início da assembleia, a discussão sobre a Resolução 158/10, que dispõe sobre as atividades docentes. Isso porque o sindicato recebeu a informação de que a Reitoria da UFMT deve retomar as discussões sobre o tema no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), e a categoria teme que os avanços acerca do ponto de pauta sejam ignorados.

 

Ao final do debate, ficou decidido que os professores Roberto Boaventura e Dorival Gonçalves farão um documento para demarcar a preocupação, lembrando que entre 2016 e 2017, a Adufmat-Ssind pautou a discussão com a categoria, realizando debates em Cuiabá, Sinop e Araguaia para construir, de forma democrática, uma Resolução alternativa à apresentada pela administração na época.  

 

Conselho Fiscal

 

A primeira tarefa da nova diretoria, em assembleia, foi formar o Conselho Fiscal para o biênio 2019-2021. Se colocaram à disposição e foram eleitos os docentes Vinícius Santos, Dorival Gonçalves e Frederico Lopes (como titulares) e Alair Silveira e Einstein Aguiar (como suplentes).

 

 

GALERIA DE IMAGENS

 

 

Luana Soutos

Assessoria de Imprensa da Adufmat-Ssind

Ler 304 vezes Última modificação em Quarta, 10 Abril 2019 16:34